Celebração dos 100 anos teve solenidade na noite de quinta-feira, com inauguração de placa alusiva no Palácio, inaugurado em 1922 (fotos Marcelo Ribeiro/portal Caderno7)

A Prefeitura de São Gabriel realizou na noite de quarta-feira (16) uma solenidade comemorativa aos 100 anos do Palácio Plácido de Castro, completados na terça, 15 de novembro. A solenidade marcou as "Bodas de Jacarandá" da construção, inaugurada em 1922 e teve apresentação do Coral Municipal e de documentário sobre a história do Palácio, além de inauguração de placa alusiva. 

Solenidade teve presença de autoridades e do ex-prefeito Rossano Gonçalves

Coral Municipal se apresentou com algumas músicas no hall de entrada

Placa alusiva marcou Bodas de Jacarandá da edificação, que é a sede do governo municipal; restauração está prevista para 2023

Um documentário elaborado no começo deste ano pela Secretaria Municipal de Educação, com explanações do pesquisador Beraldo Figueiredo, curador do Museu da Igreja do Galo, foi exibido contando aspectos curiosos da história do Palácio, que teve sua construção iniciada em 1918 e inaugurada em 1922, sob o mandato do intendente Francisco Hermenegildo da Silva. 

O secretário de Governo Edjor Borges, em nome dos secretários municipais, ressaltou a história viva do edifício e dos prefeitos que trabalharam no palácio, transformando-o no centro das decisões administrativas da cidade. “Não somente eles, mas especialmente suas equipes e os funcionários ao longo deste século, porque ninguém faz nada sozinho e todos, de algum modo, contribuíram para o progresso do Município”, destacou.

O prefeito Lucas Menezes se disse afortunado por ser o prefeito da cidade na ocasião dos 100 anos do palácio, e fez uma homenagem ao ex-prefeito Rossano Gonçalves, até hoje o prefeito que mais vezes exerceu a função no local, eleito para cinco gestões. “Tive o privilégio de compartilhar do seu convívio nesta mais recente gestão, como vice-prefeito e agora como Prefeito posso dizer que suas conquistas e seu legado sempre farão parte da história deste palácio e desta cidade”, assinalou.

Em seguida, o Coral Municipal, regido pelo maestro Gilnei Oliveira, coordenador do Conservatório Municipal de Música Iza Meyer, acompanhado pelo músico Gideão Jacobsen, entoou três canções, “Quão Grande és Tu” (Carl Gustaf Boberg, tradução de Manoel Porto Filho), “Amigos para Sempre” (Andrew Lloyd Webber, tradução de Jayne Gomes Molina), e “Vira Virou”, de Vitor Ramil.  

Logo após, uma placa alusiva ao centenário foi descerrada no patamar superior da escadaria do palácio. O ex-prefeito Rossano Gonçalves esteve presente, além dos comandantes da Guarnição da Brigada Militar e Colégio Tiradentes, Major Gerson Mello e do 9º RCB, Tenente-Coronel Adriano Posseti de Souza Dias e o vereador Moisés Marques, representando o Poder Legislativo. 

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 17/11/2022 08h36
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com

Post a Comment

Com jeito, tudo pode ser dito das mais variadas formas. Solicitamos: leia a matéria antes de comentar. Colabore conosco para a difusão de ideias e pontos de vista em nível civilizado.