Em uma das eleições mais dramáticas da história do Brasil, o candidato do Partido dos Trabalhadores, Luiz Inácio Lula da Silva, foi eleito pela terceira vez presidente da República na noite deste domingo (30), por volta das 20 horas, ao vencer com 50,86% dos votos (59.910.655 votos) o atual presidente, Jair Messias Bolsonaro (PL), que obteve 49,14% (57.880.111 votos). 

Como esperado, Bolsonaro largou na frente por ter vencido nos estados do Sul, Sudoeste, Centro-Oeste e parte do Norte, mas foi perdendo vantagem à medida que as urnas do Nordeste e parte de Minas Gerais iam entrando. Com cerca de 68% das urnas apuradas, Lula assumiu a dianteira e foi largando vantagem, ainda que apertada. Às 20 horas, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) declarou o petista matematicamente eleito presidente do Brasil.

Lula foi eleito em 2002 e reeleito em 2006 como presidente. Ele concorreria em 2018, mas foi impedido devido às condenações judiciais referentes à Operação Lava-Jato. Porém, como as condenações feitas pelo juiz Sérgio Moro foram consideradas suspeitas, as sentenças foram anuladas e ele recuperou seus direitos políticos. Ele tem como vice, um ex-adversário político, Geraldo Alckmin (PSB) e aglutinou várias lideranças por sua candidatura, como Simone Tebet (MDB), terceira colocada no primeiro turno. 

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 30/10/2022 20h31 
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com

Post a Comment

Com jeito, tudo pode ser dito das mais variadas formas. Solicitamos: leia a matéria antes de comentar. Colabore conosco para a difusão de ideias e pontos de vista em nível civilizado.