Uma análise realizada pelo Instituto-Geral de Perícias do estado (IGP-RS) apontou que o sangue encontrado em duas viaturas da Brigada Militar (BM) que estavam em uso na noite do desaparecimento de Gabriel Marques Cavalheiro, 18 anos, não é do jovem. O resultado preliminar foi divulgado na quinta-feira (22).

As três viaturas da BM que foram usadas pelos policiais na noite do desaparecimento passaram por perícia. Em duas delas, foi encontrado sangue humano. Porém, na averiguação feita pelo IGP, ficou constatado que ele não pertencia a Gabriel. Ainda é aguardada uma perícia nos celulares de outros oito policiais de São Gabriel que estavam trabalhando na noite do crime. Os investigadores querem saber se eles participaram da ocultação do corpo.

Outra dúvida consta no inquérito policial militar. O GPS da viatura usada na abordagem mostra que o veículo ficou para próximo ao açude onde o corpo foi encontrado por cerca de 1min40. Este tempo, contudo, é considerado insuficiente para o transporte do corpo até o local. Possivelmente, se investiga o uso de carro particular para isso. 

Gabriel foi morto após abordagem realizada por três policiais militares na noite de 12 de agosto e seu corpo foi encontrado em um açude na localidade do Lavapé, em 19 de agosto. Os policiais estão presos em presídio militar em Porto Alegre. O jovem de 18 anos morreu vítima de hemorragia causada por objeto contundente.

A defesa de um dos PMs diz que ele é inocente, enquanto os advogados dos outros dois fala em fatalidade e não comenta o caso para não prejudicar as teses defensivas. A família do jovem lançou uma campanha de arrecadação de recursos para pagar despesas. A vaquinha, aberta em um site nesta segunda-feira (12), visa juntar R$ 35 mil.

Segundo a advogada Rejane Lopes, o dinheiro será destinado aos custos de tratamento de saúde de parentes, do funeral do rapaz e das viagens entre Guaíba, cidade da Região Metropolitana de Porto Alegre onde a família vive, e São Gabriel, distantes 319 km entre si.

Reportagem: Marcelo Ribeiro, com informações do G1 
Data: 24/09/2022 19h03
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com

Post a Comment

Com jeito, tudo pode ser dito das mais variadas formas. Solicitamos: leia a matéria antes de comentar. Colabore conosco para a difusão de ideias e pontos de vista em nível civilizado.