Pesquisas de sexta e hoje indicam que, mesmo com liderança, Lula teve queda de vantagem em relação a Jair Bolsonaro (foto divulgação)

Entre a sexta (22) e esta segunda (25), foram divulgados novos levantamentos para a corrida eleitoral à presidência do Brasil, em 2022. Na última sexta, foi divulgada mais uma pesquisa XP/Ipespe, que aponta liderança do ex-presidente Lula (PT), com 45% das intenções de voto contra 31% de Jair Bolsonaro (PL); nesta segunda (25) foi a vez da pesquisa FSB/BTG Pactual, que deu Lula com 41% contra 32% de Bolsonaro. Vejamos os levantamentos a seguir.

XP/Ipespe
Pesquisa XP/Ipespe, divulgada na última sexta-feira (22), mostrou mais uma intenção de voto para as eleições 2022 e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) continua na dianteira com 45% das intenções de voto, seguido pelo atual presidente, Jair Bolsonaro (PL), com 31%. Em terceiro, está Ciro Gomes (PDT), com 8%.

Em 4º lugar, João Doria (PSDB) com 3% e André Janones (Avante) e Simone Tebet (MDB) têm 2%. Luiz Felipe d’Avila (Novo), Vera Lúcia (PSTU) e Eymael (Democracia Cristã) estão com 0% das intenções de voto. 

Em um segundo turno, Lula aparece com 54% das intenções de voto. Já Bolsonaro tem 34% –são 20 pontos percentuais de diferença. Entre o petista e Ciro Gomes, Lula aparece com 52% enquanto que o pedetista tem 24%. Entre Lula e Doria, o ex-presidente amplia a vantagem, com 55% contra 19%. 

Em um segundo turno entre Bolsonaro e Ciro, seriam 46% a 38% para o pedetista. Entre Bolsonaro e Doria, haveria um empate técnico em 39% a 38% favorável ao atual presidente. 

O levantamento entrevistou 1.000 pessoas em todas as regiões do país de 18 a 20 de abril de 2022. A margem de erro é de 3,2 pontos percentuais, para mais ou para menos. A pesquisa está registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) sob o protocolo BR-05747/2022. Segundo o Tribunal, o custo do levantamento foi de R$ 42.000 –valor pago pela XP Investimentos. Levantamento completo está AQUI.

FSB/BTG
Nesta segunda (25), foi a vez de divulgação do Instituto FSB Pesquisa para a BTG Pactual, que confirmou o que outros levantamentos vem divulgando: uma diminuição da vantagem de Lula para Bolsonaro. De acordo com a pesquisa, Lula segue à frente, com 41% das intenções de voto, contra 32% de Bolsonaro. Com relação à rodada anterior, porém, essa vantagem encolheu cinco pontos: de 14 pontos percentuais para nove pontos percentuais.

Na simulação de segundo turno, também houve queda, de quatro pontos percentuais. Lula caiu de 54% para 52%, e Bolsonaro subiu de 35% para 37%. A pesquisa reforça ainda a polarização da disputa entre Lula e Bolsonaro. A soma dos demais candidatos, com relação à rodada anterior de março, caiu de 24% para 17%.

Ciro Gomes (PDT) é o terceiro na corrida, com 9%. André Janones (Avante) e João Doria (PSDB) têm 3%. Vera Lúcia (PSTU) e Simone Tebet (MDB) têm 1%. Esses são os candidatos que pontuam na pesquisa. 

Já em um cenário espontâneo, sem menção de nomes de candidatos, 36% dos entrevistados disseram que votariam em Lula e 30% em Bolsonaro. Demais cenários de segundo turno: Lula 52% x 19% Doria; Lula 48% x Ciro 27%; Lula 51% x 22% Simone Tebet; Ciro 46% x 39% Bolsonaro; e Bolsonaro 40% x 39% Doria.

A pesquisa BTG também mediu o índice de rejeição dos pré-candidatos e o tucano João Doria lidera com 63%. Em segundo lugar está Bolsonaro (57%); em terceiro Ciro Gomes (49%) e em quarto lugar está Lula (45%).

A pesquisa BTG Pactual foi realizada pelo Instituto FSB Pesquisa e tem margem de erro de dois pontos percentuais para mais ou para menos. Ela foi realizada por telefone entre os dias 22 e 24 de abril, questionando dois mil eleitores e foi divulgada pelo site Congresso em Foco. Levantamento completo está AQUI.

Reportagem: Marcelo Ribeiro, com informações dos sites Poder360 e Congresso em Foco
Data: 25/04/2022 10h32
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com

Post a Comment

Com jeito, tudo pode ser dito das mais variadas formas. Solicitamos: leia a matéria antes de comentar. Colabore conosco para a difusão de ideias e pontos de vista em nível civilizado.