Governador do RS, Eduardo Leite, anunciou renúncia ao cargo e não sairá do PSDB (foto reprodução/YouTube)

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB) anunciou em coletiva de imprensa sua renúncia ao cargo de governador do Estado nesta segunda-feira (28), assim como diz que continuará no PSDB. O anúncio foi feito em coletiva no Palácio Piratini. O cargo deverá ser transmitido em definitivo até quinta-feira, 31 de março, ao vice-governador Ranolfo Vieira Júnior. 

A renúncia acontece dentro do prazo de seis meses dado pela Justiça Eleitoral para que gestores do Executivo deixem as funções caso queiram disputar o pleito. Com isso, Leite pode concorrer a qualquer cargo nas eleições de outubro. Desde 1990 que um governador gaúcho não deixava o cargo para disputar as eleições - na ocasião, Pedro Simon (MDB) deixou o cargo para concorrer como Senador e deixou Sinval Guazzelli no posto. 

Ao mesmo tempo, Eduardo Leite anunciou que fica no PSDB e agradeceu ao presidente do PSD, Gilberto Kassab, pelo convite feito. Leite pode assumir a candidatura do PSDB, segundo hipóteses de que poderia haver substituição da candidatura do governador João Doria, que não decola no partido. Além de assumir o governo, Ranolfo também vira pré-candidato ao Palácio Piratini. 

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 28/03/2022 15h34 
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com

Post a Comment

Com jeito, tudo pode ser dito das mais variadas formas. Solicitamos: leia a matéria antes de comentar. Colabore conosco para a difusão de ideias e pontos de vista em nível civilizado.