Operação da Polícia Civil apreendeu medicamentos vendidos sem receita, de forma ilegal em Rosário do Sul (foto divulgação/Polícia Civil Rosul)

A Polícia Civil deflagrou a operação Tarja Preta na tarde desta sexta-feira, dia 10, em Rosário do Sul, culminando em duas pessoas presas. Foram concedidas prisões preventivas de dois farmacêuticos, proprietários de duas farmácias na região central da cidade. Um deles foi preso, mas o outro, ao avistar a equipe chegar em sua residência, fugiu, estando, agora, na condição de foragido.

Além disso, foram cumpridos onze mandados de busca e apreensão. Uma mulher, sócio-proprietária de uma das farmácias e proprietária de uma joalheria na cidade, foi presa em flagrante. Ela é mãe de um dos investigados que fugiu. Na joalheria, foi encontrada grande quantidade de remédios controlados, incluindo vários com validade vencida. Ela foi presa por tráfico de drogas (segundo a Polícia Civil, a legislação enquadra venda de medicamentos controlados sem receita como tráfico) e crime contra as relações de consumo.

A ação estava programada para a próxima terça-feira (11), porém, diante da informação de que um dos alvos da operação foi avisado por seu advogado de que seria preso e poderia fugir do município, o que motivou a antecipação do cumprimento do mandado com certa urgência.

Segundo a Polícia Civil de Rosário, imagens de câmeras de monitoramento mostraram os medicamentos sendo levados da farmácia, que não possuía alvará para armazenar e comercializar medicamentos controlados, para a joalheria horas antes, o que indica que os investigados tiveram informação sobre a operação horas antes, o que fez a Polícia Civil antecipar a mesma. Outro indicio do vazamento da Operação é que, na casa do foragido, foi feita uma barricada de sofás como forma de impedir a entrada da equipe.

Durante a investigação, comprovou-se o envolvimento de seis pessoas na venda de medicamentos controlados sem receita, conduta que se enquadra no crime de tráfico de drogas. A operação, encabeçada pela Delegacia de Polícia de Rosário do Sul, contou com o apoio da Vigilância Sanitária do Município e da Delegacia de Polícia Regional de Santana do Livramento, e, na fase de planejamento, da Delegacia do Consumidor do Departamento Estadual de Investigações Criminais (DECON/DEIC).

Reportagem: Marcelo Ribeiro, com informações da Polícia Civil de Rosário do Sul 
Data: 11/12/2021 18h09
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com

Post a Comment

Com jeito, tudo pode ser dito das mais variadas formas. Solicitamos: leia a matéria antes de comentar. Colabore conosco para a difusão de ideias e pontos de vista em nível civilizado.