XII Baile do Chopp - Santa Margarida do Sul - CLIQUE AQUI

Agora em São Gabriel, Monson! Acesse nosso site e confira as ofertas

Estarmed Assistencial - Um plano de saúde gabrielense para os gabrielenses

Vestibular Urcamp - mais de 20 cursos para seu conhecimento

Cotribá - Cooperativismo para a produtividade em São Gabriel e região

Verão Peruzzo - Baixe o app Compre Peruzzo e comece a fazer suas compras online!

Panvel Farmácias - Compre e receba em casa

Danilo Pires - Assistência Técnica em novo endereço!

Curso Sargento Anderson - campeão de aprovações em São Gabriel e região

IPTU 2023 - Prefeitura de São Gabriel

São Gabriel Saneamento - o melhor está por vir, acredite

Estarmed Assistencial - Um plano de saúde gabrielense para os gabrielenses

Urbano Alimentos - colaborando para o crescimento de São Gabriel e região

Vestibular Urcamp - mais de 20 cursos para seu conhecimento

Verão Peruzzo - Baixe o app Compre Peruzzo e comece a fazer suas compras online!

Inscrições abertas para o Fundo Social 2023 Sicredi Essência

Drª Ana Paula Ross Cirurgiã-dentista - você pode confiar!

Drª Sandra Regina Marçolla Weber - na VidaMed

Gráfica F1 - Comunicação Visual e Gráfica Offset com qualidade e bom preço!

Mototáxi Confiança - Já pediu sua tele hoje? Nos chama!

Susana Gomes Terapeuta Corporal e Massoterapia - em novo endereço

Use Odontologia São Gabriel - Saúde bucal para você e sua família

02 setembro 2021

Há um ano, Banco Central lançava nota de 200 reais

Há um ano, Banco Central lançava nota de 200 reais, mas somente 18% das cédulas produzidas estão em circulação no Brasil (foto divulgação)

Há um ano, em 2 de setembro de 2020, o Banco Central do Brasil lançava a nota de 200 reais, que traz em sua estampa a figura do lobo guará. Ela foi criada com o argumento de que havia risco de faltar dinheiro para os brasileiros, mas só 18% das cédulas produzidas estão em circulação e 82% estão encalhadas. 

O BC encomendou 450 milhões de unidades (equivalente a R$ 90 bilhões) mas no entretanto, somente 79 milhões estão disponíveis para o uso dos brasileiros, totalizando R$ 15,8 bilhões. As demais notas restantes (371 milhões) estão armazenadas no BC. O gasto total teria sido de R$ 113,8 milhões para produção das notas.

A produção da nota, segundo o BC, foi para preencher um número maior de circulação de cédulas no país, devido à pandemia de covid-19 e o pagamento do auxílio emergencial, com maior volume de saque nos bancos, caixas eletrônicos, lotéricas e correspondentes bancários, além do temor de faltar papel-moeda. 

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 02/09/2021 10h13
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com
0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Com jeito, tudo pode ser dito das mais variadas formas. Solicitamos: leia a matéria antes de comentar. Colabore conosco para a difusão de ideias e pontos de vista em nível civilizado.