Pedido de recuperação judicial da Planalto Transportes foi aceito pela Justiça de Santa Maria, dando fôlego para empresa negociar dívidas com credores (foto arquivo C7)

A Justiça do Rio Grande do Sul, por meio da 3ª Vara Cível da Comarca de Santa Maria, aceitou o pedido de recuperação judicial do Grupo JMT, que inclui a Planalto Transportes. A decisão foi emitida pelo Juiz de Direito Michel Martins Arjona na última quarta-feira (11) e permitirá que a empresa tenha prazo para sanar as dívidas com credores, que no caso da Planalto, chegam próximo de R$ 200 milhões.

A decisão também determinou liminarmente, a suspensão de todas as ações líquidas ou execuções contra as recuperandas, bem como a suspensão e/ou revogação das ordens de penhora. A opção pela recuperação é explicada no pleito levado à Justiça como decorrência da queda na receita bruta com a venda de passagens - atividade da Planalto, citada como maior empresa do grupo - desde o começo da pandemia da Covid-19.

As demais quatro empresas são Formosa Participações LTDA. (administração de bens móveis e imóveis), JMT Agropecuária LTDA. (atividades agrárias), JMT- Administração e Participações LTDA (administração de bens móveis e imóveis). e Veísa Veículos LTDA. (comercialização de veículos automotores). O grupo agora tem 60 dias para apresentar plano de reestruturação.

No caso da Planalto, a maior empresa do grupo, a ideia segundo informado pelos advogados à imprensa, é ter fôlego para esperar a crise terminar. A empresa mantém todos os veículos e as 98 linhas intermunicipais, interestaduais e internacionais funcionando. Ela precisa mesmo é conseguir retomar a ocupação de cada ônibus para garantir a viabilidade do negócio.

Reportagem: Marcelo Ribeiro, com informações do TJRS
Data: 14/08/2021 11h02
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com

Post a Comment

Com jeito, tudo pode ser dito das mais variadas formas. Solicitamos: leia a matéria antes de comentar. Colabore conosco para a difusão de ideias e pontos de vista em nível civilizado.