Feira de Ciências da Unipampa - INSCREVA-SE AQUI

30ª Fenadoce - Garanta seu ingresso

Estarmed Assistencial - Um plano de saúde gabrielense para os gabrielenses

Sua formação não pode esperar - Ingresse na Urcamp!

Cotribá - Cooperativismo para a produtividade em São Gabriel e região

Inverno Peruzzo - Desfrute com todos os sentidos

Vem para a Unopar em São Gabriel!

Danilo Pires Assistência Técnica agora é Good Place, com o melhor em Apple

30ª Fenadoce - Garanta seu ingresso

anúncio prefeitura sg dengue

Super Engenho São Gabriel - Mais qualidade para sua família

Foco no Futuro com a Urcamp - inscrições para o vestibular de verão abertas!

São Gabriel Saneamento - o melhor está por vir, acredite

Estarmed Assistencial - Um plano de saúde gabrielense para os gabrielenses

Urbano Alimentos - colaborando para o crescimento de São Gabriel e região

Inverno Peruzzo - Desfrute com todos os sentidos

Ajude o Rio Grande do Sul neste momento difícil! O Sicredi está nessa!

Drª Sandra Regina Marçolla Weber - na VidaMed

05 março 2021

Medidas da bandeira preta no RS devem vigorar até o dia 22


O Governo do Estado deverá manter a bandeira preta no Rio Grande do Sul até 22 de março, segundo informações veiculadas na tarde desta sexta-feira (5). A decisão deverá ser publicada em decreto ainda hoje, onde a venda de produtos não-essenciais não poderá ser mais feita presencialmente e a retomada da cogestão deverá ser autorizada somente no dia 22. 

A ideia é que passe a valer a partir da próxima segunda (8) para que as empresas possam se preparar para restringir o acesso ou retirar os produtos das prateleiras. Quem descumprir, sofrerá sanções. A proibição envolve, por exemplo, eletroeletrônicos e itens de bazar. Mas atenção, é proibida a venda presencial. O delivery seguirá autorizado, como já está liberado também para o comércio não essencial. 

A restrição à comercialização desses itens, especialmente em supermercados, era reivindicada por lojistas desde o ano passado. Empresas do chamado comércio não essencial argumentavam que era uma injustiça econômica do ponto de vista de concorrência, mas, principalmente, estimulava a circulação de pessoas nos estabelecimentos, que é exatamente o que o governo está querendo reduzir neste momento da pandemia. 

O Governador Eduardo Leite também afirmou a Prefeitos que a cogestão deverá ser autorizada novamente só em 22 de março, quando provavelmente os sistemas de saúde possam ter algum alívio. Uma live será realizada daqui a pouco, no final da tarde. 

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 05/03/2021 17h36
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com
0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Com jeito, tudo pode ser dito das mais variadas formas. Solicitamos: leia a matéria antes de comentar. Colabore conosco para a difusão de ideias e pontos de vista em nível civilizado.