15 junho 2020

Morre vítima de incêndio em residência no Bairro Vieira

Incêndio destruiu casa e deixou idosa gravemente ferida, no Bairro Vieira. Ela veio a falecer nesta segunda-feira (foto reprodução/vídeo enviado por leitor)
Morreu na tarde desta segunda-feira (15), a vítima do incêndio que destruiu uma residência na Rua Ilo Rodrigues, Bairro Vieira, próximo ao Cemitério local, na noite deste domingo, 14 de junho. Nilza Eguilhor, 72 anos, foi socorrida por populares e levada à Santa Casa com 90% do corpo queimado e não resistiu após luta pela sobrevivência.

O incêndio aconteceu na noite de domingo e teria começado em um fogão a lenha que existia na casa e foi combatido pelos Bombeiros, conforme acompanhado pela UP TV. Pela demora do SAMU chegar ao local, populares teriam levado a vítima de carro até a Santa Casa, onde ela ficou em estado grave até falecer. À família, nossos sentimentos. 

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 15/06/2020 17h47
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui, mas deixamos claro uma coisa. Não vamos tolerar bandalheiras e bagunça no blog, por que somos favoráveis ao debate, mas com respeito e educação:
- Identifique-se na hora de postar o comentário;
- Ofensas e xingamentos contra outras pessoas ou à direção do blog, não serão tolerados, além de ser passíveis de ações judiciais, com identificação dos responsáveis;
- Ao escrever, pense que o blog é seu. E que você pode ser acionado judicialmente pelos comentários;
- Não "ponha palavras" na boca dos outros, por que não vai passar;
- Quer deixar endereços web, use o cadastro na hora de comentar;
- CAIXA ALTA, erros de português ou outros semelhantes, nem pensar! Aqui não é local de gente que não está preparada para dar opinião, muito menos bagunceiros ou arruaceiros.
- O comentário tem que ser relacionado a postagem, do contrário, não será considerado.
- Denúncias de qualquer natureza, tem que ser feitas diretamente às autoridades, com a Brigada Militar pelo 190 e a Polícia Civil pelo 3232-6166.