04 junho 2020

Coronavírus: Maior parte do comércio busca cumprir medidas restritivas e preventivas em São Gabriel

Comunidade cumpre medidas durante o dia na maioria dos locais, com distanciamento e uso de máscaras, mas é desejável que toda a comunidade faça isso, evitando aglomerações e se protegendo contra o coronavírus, senão situação vai piorar e São Gabriel poderá ter bandeira vermelha ou preta, que geraria o lockdown. Custa colaborar?
Uma comparação feita com muitos nas redes sociais que criticaram as medidas de fechamento de bares e proibição de aglomerações para preservação da população ao covid-19, o que vem sendo feito por muitos municípios que não estão em situação crítica, é com o funcionamento do comércio. Acontece que o comércio, em sua maioria - algo em torno de 90%, está cumprindo as medidas de distanciamento e prevenção social, mesmo tendo prejuízos com redução salarial e demissão de funcionários por conta da queda nas vendas e os primeiros dias de fechamento, o que torna a comparação, sim incoerente.



A reportagem verificou como está sendo o cumprimento das medidas e o comércio em sua maioria está respeitando as normas decretadas pelo Poder Executivo. Além de filas no distanciamento marcado, mesmo com demora em muitas delas, a distância vem sendo respeitada. As empresas também deixam claro que não é permitida a entrada sem máscara nos comércios e inclusive, com número limitado de pessoas por vez, que é de 50% de ocupação e disponibilizam álcool gel, inclusive lembrando os clientes que apliquem o produto nas mãos na entrada.

As filas em bancos seguem tendo distanciamento e muitas vezes, orientada pelos funcionários. E muitas pessoas saindo também sem necessidade e sem a máscara. Na manhã de hoje, uma situação chamou a atenção que foi uma fila extensa nos Correios, que estão de horário reduzido e havia grande movimento, relatado pelo jornalista Guido Ávila no Facebook. O Presidente do Poder Legislativo, Marcos Vieira, foi verificar a situação e pediu providências à gerência regional para resolução desta questão.

O rigor também se vê nos supermercados, com aplicação de álcool gel e permitida a entrada somente com máscara e um número de clientes por vez, de acordo com a capacidade do empreendimento. É possível continuar a atividade econômica adotando todos os cuidados. O Prefeito Rossano Gonçalves anunciou em vídeo na noite de quarta-feira (3) que a fiscalização será rigorosa, bem como solicita reforço da Brigada Militar.

Só que as medidas que são tomadas pelas autoridades não terão o efeito desejado se algumas camadas da população e grupos continuarem achando que a pandemia é ação política ou desdenharem do risco. O covid-19 pode contaminar pessoas sem elas saberem (assintomatia) e com isso, elas contaminarem outras, principalmente as pessoas que tem comorbidades como hipertensão e diabetes, onde o vírus se mostra mais agressivo. Não, estas pessoas acham que a vida continua normal e sem preocupações, indo em bares, fazendo festas ocultas, aglomerações e outras sem a devida proteção. Até uma partida de futebol citada nas redes sociais virou polêmica.


A ausência de punições também facilita o relaxamento e desrespeito às leis e ao bom senso. A cidade está em bandeira laranja no momento, de acordo com o Governo do Estado, mas poderá passar à vermelha se os casos seguirem aumentando e consecutivamente, impossibilitar o funcionamento do comércio e superlotar os leitos da Santa Casa, esgotando também a capacidade do sistema de saúde. Isso não é o surto de gripe A que ocorreu em 2009, é muito mais grave do que aquele.

Um divertimento, uma saída com os amigos, pode esperar. É possível manter uma vida no novo normal, sem ter necessidade de sair para beber, ir à rua e achar que está tudo normal quando vivemos uma pandemia em que podemos contaminar nossos familiares sem saber e até mesmo, perdê-los se a situação se agravar. Bom senso nunca foi demais, ainda mais agora. 

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 04/06/2020 20h09
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com

Nenhum comentário: