Caderno7 - O site de notícias da Metade Sul: São Gabriel decreta situação de emergência por causa da estiagem

Dias 31/01, 1º e 2/02 - 2ª Festa da Cordeira e 1º Cordeiraço da Canção Nativa em Santa Margarida do Sul - prestigie!

22-02-2020 Prestigie o Carnaval da Despertar, na Seven! Baile com Tudo di Bom. Clique aqui para mais info

Se inscreva no Vestibular de Verão da Urcamp - provas com agendamento diário

Dotto Advocacia - Cível, criminal, trabalhista, trânsito - clique aqui para entrar no site

Hospede-se na Rede de Hotéis Suárez, um hotel sempre perto de você! CLIQUE AQUI PRA FAZER SUA RESERVA

Conheça a Use Odontologia, agora em São Gabriel

Matricule-se no Fisk e ganhe um presente!

Garupa São Gabriel - Tá aqui do lado

Pague o IPTU 2020 em São Gabriel e tenha descontos até 10 de fevereiro!

Conheça a página da Cauzzo São Gabriel no Facebook

Inscreva-se no Valor S do Sicredi Pampa Gaúcho

Dra. Namiriane Müller Leal - Cirurgiã-dentista

Dra. Marcele Camponogara - Odontologia e Estética

Studio H de Mana, venha conhecer

São Gabriel decreta situação de emergência por causa da estiagem

Prefeita Karen Lannes decretou situação de emergência pela seca e falta de chuvas em São Gabriel na manhã desta quinta-feira, 9 de janeiro (foto comunicação PMSG)
A Prefeitura de São Gabriel decretou na manhã desta quinta-feira, 9 de janeiro, situação de emergência por causa da falta de chuva, que chegou a 30 dias sem precipitações nesta semana. O decreto foi assinado pela Prefeita em exercício Karen Lannes na manhã de hoje, após reunião com o Superintendente Regional do Incra, Tarso Teixeira e os Secretários Ricardo Júnior (Obras e Coordenação da Defesa Civil), Carlos Cléber Dias Leal (Desenvolvimento Rural) e Tita Jobim (Administração).



Um levantamento de dados feito pela Prefeitura, com base nos relatórios emitidos por instituições como Incra, Emater, São Gabriel Saneamento e Defesa Civil, revela prejuízos consideráveis em lavouras de arroz e soja, atingindo também culturas como milho e hortifrutigranjeiros, assim como o abastecimento de água em assentamentos e outras comunidades rurais.

O documento também aponta prejuízos na bovinocultura de corte, com perda das pastagens e diminuição de peso do gado, e ainda outras culturas importantes para o Município, como apicultura, silvicultura e olericultura. A prefeita em exercício chama atenção para os reflexos da seca na economia municipal. "Com a produção sofrendo, aumentam os preços e diminui o consumo", comenta.


Desde o dia 30 de dezembro, a Prefeitura, em parceria com o Exército e a São Gabriel Saneamento vai levando água em caminhões-pipa para as comunidades do interior, principalmente a região do Faxinal e assentamentos. A Prefeita informou que mais caixas d'água foram adquiridas para atender estas comunidades. 

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 09/01/2020 19h00
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com
Comentário(s)
0 Comentário(s)

Nenhum comentário: