22 julho 2019

Caso Kauany: os mistérios de uma morte que precisam ser esclarecidos

A Polícia Civil está investigando as causas e motivos da morte da pequena Kauany Vitória Rodrigues Veloso, 2 anos, porque haveria várias contradições no caso. A criança foi encontrada morta próximo a um açude no Bairro Santa Clara, na manhã de sábado, 20 de julho e nesta segunda-feira, a Polícia estava tomando depoimentos de familiares. Muitos boatos foram ventilados, mas nada confirmado e a Polícia segue as investigações sobre o que causou a morte e como isso aconteceu.

Segundo as primeiras informações, a Brigada Militar foi acionada para ir à Santa Casa, onde a menina foi levada e tentou-se a reanimação sem sucesso. Lá, a mãe da criança relatou que acordou no meio da madrugada e a menina não estava em casa, onde ela saiu à procura e encontrou-a caída a 100 metros dali, perto de um açude. A mãe também chegou a dizer que Kauany teria sido atacada por um cachorro, o que foi descartado pelo Delegado de Polícia José Soares Bastos.

De acordo com o Delegado, em informações ao Diário de Santa Maria, Kauany estava em casa junto de outra criança. Ambas estavam sob os cuidados de dois adolescentes, na noite de sexta-feira. A mãe da vítima estava em outra casa. Na madrugada, os adolescentes deram falta de Kauany e começaram a procurar por ela encontrando-a somente por volta das 7h do sábado, próximo a um açude que fica perto da residência onde estavam, no Bairro Santa Clara. Segundo o delegado, a menina já foi encontrada sem vida e com ferimentos no pescoço.

Durante o final de semana, novos elementos do caso surgiram. Já haveria a informação de que os ferimentos teriam sido causados por objeto cortante, como uma faca, de acordo com o Delegado, que ouviu novamente a mãe, familiares e vizinhos da casa onde foi encontrada a criança sem vida. Desde sábado, sete pessoas já foram ouvidas pela investigação. Tentamos falar com o Delegado, mas ele ainda estava tomando estes depoimentos nesta segunda-feira, 22 de julho. O caso chocou a comunidade, principalmente por envolver uma criança.

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 22/07/2019 17h58
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui, mas deixamos claro uma coisa. Não vamos tolerar bandalheiras e bagunça no blog, por que somos favoráveis ao debate, mas com respeito e educação:
- Identifique-se na hora de postar o comentário;
- Ofensas e xingamentos contra outras pessoas ou à direção do blog, não serão tolerados, além de ser passíveis de ações judiciais, com identificação dos responsáveis;
- Ao escrever, pense que o blog é seu. E que você pode ser acionado judicialmente pelos comentários;
- Não "ponha palavras" na boca dos outros, por que não vai passar;
- Quer deixar endereços web, use o cadastro na hora de comentar;
- CAIXA ALTA, erros de português ou outros semelhantes, nem pensar! Aqui não é local de gente que não está preparada para dar opinião, muito menos bagunceiros ou arruaceiros.
- O comentário tem que ser relacionado a postagem, do contrário, não será considerado.
- Denúncias de qualquer natureza, tem que ser feitas diretamente às autoridades, com a Brigada Militar pelo 190 e a Polícia Civil pelo 3232-6166.