Caderno7 - O site de notícias da Metade Sul: Gripe A em São Gabriel tem mais dois casos confirmados; Saúde pede que comunidade se vacine

Colégio Perpétuo Socorro, 110 anos de história a serviço da educação

Papelaria Saldanha agora em novo endereço

Vem aí a CVC em São Gabriel, a partir de 3 de junho

Inaugura nesta quinta em São Gabriel Lojão dos 10 Reais

Inscreva-se para o Vestibular de Inverno da Urcamp - aproveite as oportunidades

More com conforto no Hotel Obino de São Gabriel. Saiba mais!

Conheça a Use Odontologia, agora em São Gabriel

Faça sua Pós-Graduação na Unopar

Jogue Limpo com a sua Cidade - Prefeitura de São Gabriel

Conheça a página da Cauzzo São Gabriel no Facebook

Sicredi Pampa Gaúcho - Juntos geramos desenvolvimento para todos

Dra. Namiriane Müller Leal - Cirurgiã-dentista

Dra. Marcele Camponogara - Odontologia e Estética

Participe das aulas de musicalização com as Tolerantes

Gripe A em São Gabriel tem mais dois casos confirmados; Saúde pede que comunidade se vacine

Policlínica Central é um dos locais que se pode fazer vacinação contra a Gripe A com horário estendido, até as 20 horas; metas ainda não foram atingidas em São Gabriel
Após confirmada uma morte neste ano de 2019, a Gripe A registrou mais dois casos também confirmados em São Gabriel e a Secretaria Municipal da Saúde alerta para que a comunidade possa procurar a vacinação, que ainda não atingiu as metas em sua maioria, principalmente as crianças, que estão com apenas 70% dos índices atingidos. É o que pede o Secretário da Saúde Ricardo Coirolo, em entrevista ao site na manhã desta terça-feira, 28 de maio.


Ele informou que os índices de vacinação preocupam, principalmente nas crianças e também esclareceu que a vacina ainda não pode ser liberada para a comunidade inteira por determinação do Ministério da Saúde. "É uma determinação que vem do Governo Federal, se não seguirmos ela, poderemos ser responsabilizados legalmente por isso. Não há o que fazer", explicou.

Os índices de vacinação até o momento são os seguintes: crianças, 70,93%; gestantes, 73,72%; trabalhadores da saúde, 89,22%; puérperas (mulher que deu a luz recentemente), 71,84%; idosos, 89,63% e doentes crônicos (respiratórios, cardíacos, renais, diabéticos, hepáticos, obesos, transplantados, imunossupressão e portadores de trissomias, como down, entre outros), 64,95%, também preocupante. O único grupo que atingiu a meta foram o dos professores, que registrou 106,97% de vacinação.

Os dois casos que estavam sob suspeita e que formam confirmados, um deles era com o vírus H1N1 e o outro, uma mutação que era o H3N2 e a pessoa tinha se vacinado. É um motivo a mais para a população buscar os postos para poder se vacinar. "Não sabemos ainda se o Ministério da Saúde dilatará o prazo, mas acreditamos que ocorra, mas mesmo assim, pedimos à comunidade que procure os postos de saúde para fazer a vacina, que está à disposição para os grupos indicados", explicou.


Além do horário normal das Unidades Básicas de Saúde (UBS), quatro delas estão funcionando até às 20 horas para vacinação, principalmente quem não puder ir durante o dia por conta do trabalho: CAIC, Zona Oeste, Brandão Júnior e a Central, que fica em frente à Santa Casa de Caridade. "Reforçamos que quem está nos grupos indicados procure os postos para se vacinar, ainda mais que temos três casos confirmados na cidade, principalmente as crianças, que os pais tragam seus filhos para se vacinar. A prevenção é a melhor arma", finalizou Coirolo.

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 28/05/2019 19h49
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com
Comentário(s)
0 Comentário(s)

Nenhum comentário: