13 maio 2019

Câmara de Vereadores de São Gabriel é a sexta em gastos com diárias

Câmara de Vereadores de São Gabriel é a sexta colocada em gastos com diárias no Estado, com mais de 180 mil reais, em estudo do Ministério Público de Contas nesta segunda-feira e divulgado pela RBS TV (foto arquivo C7)
Reportagem sobre gastos de diárias que está sendo divulgada pela RBS TV mostra que São Gabriel, mesmo com redução nos últimos anos, continua estando entre as dez Câmaras de Vereadores que mais gastam com diárias dos vereadores. A reportagem que está sendo publicada em série, traz o Legislativo gabrielense na 6ª colocação, com R$ 184.699,95 em gastos.



Lidera a lista no Estado a Câmara de Vereadores de Bom Jesus, com R$ 382 mil, seguida pela de Santana do Livramento, com R$ 238 mil em diárias. Em terceiro lugar, está o Poder Legislativo da cidade vizinha de Rosário do Sul, com R$ 229.987,00. O ranking foi divulgado pelo Ministério Público de Contas e se refere a 2018.

O estudo estabelece um ranking das despesas, indicando distorções gritantes. Em Bom Jesus, por exemplo, o Legislativo consumiu em viagens e inscrições para cursos 29% de todo o orçamento de 2018. O estudo coordenado pelo procurador-geral do MPC, Geraldo Da Camino, divide o ranking de acordo com vários critérios, como orçamento total e gastos com publicidade e diárias, detalhando despesas por habitante comparadas com indicadores sociais. No total, as câmaras tiveram, juntas, um orçamento de R$ 981,8 milhões no ano passado.

Em Bom Jesus, enquanto apenas três em cada dez crianças de até 3 anos estão na pré-escola, a Câmara liderou as despesas com viagens entre todas as cidades gaúchas. Só em diárias, foram consumidos R$ 382 mil. Fecham a listagem, Bagé (210.563,50), Pelotas (189.815,00), São Gabriel (184.699,95), Porto Alegre (181.880,88), Arroio do Sal (161.388,61), São Nicolau (148.290,00) e Tupanciretã (146.321,09). O procurador-geral do Ministério Público de Contas, Geraldo Da Camino, disse que só o controle dos gastos pela população pode evitar as distorções e gastos abusivos.

"A discrepância se deve justamente ao déficit de participação popular. Aquela comunidade em que os cidadãos participam, fiscalizam, definem suas prioridades são as que os gastos são alocados nas áreas prioritárias, como saúde e educação", diz o procurador, na reportagem produzida por Giovani Grizotti.


A Câmara de São Gabriel será uma das abordadas pela reportagem nesta semana, com previsão para quarta-feira. Vamos aguardar. 

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 13/05/2019 21h31
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui, mas deixamos claro uma coisa. Não vamos tolerar bandalheiras e bagunça no blog, por que somos favoráveis ao debate, mas com respeito e educação:
- Identifique-se na hora de postar o comentário;
- Ofensas e xingamentos contra outras pessoas ou à direção do blog, não serão tolerados, além de ser passíveis de ações judiciais, com identificação dos responsáveis;
- Ao escrever, pense que o blog é seu. E que você pode ser acionado judicialmente pelos comentários;
- Não "ponha palavras" na boca dos outros, por que não vai passar;
- Quer deixar endereços web, use o cadastro na hora de comentar;
- CAIXA ALTA, erros de português ou outros semelhantes, nem pensar! Aqui não é local de gente que não está preparada para dar opinião, muito menos bagunceiros ou arruaceiros.
- O comentário tem que ser relacionado a postagem, do contrário, não será considerado.
- Denúncias de qualquer natureza, tem que ser feitas diretamente às autoridades, com a Brigada Militar pelo 190 e a Polícia Civil pelo 3232-6166.