12 março 2018

Protesto lembra vítimas de feminicídio em São Gabriel

Caminhada em protesto contra os casos de violência contra às mulheres saiu da Avenida Francisco Chagas, local onde Paulinha foi morta pelo ex-companheiro em 5 de março (fotos divulgação)
Na tarde quente deste domingo (11), um protesto foi realizado para lembrar as vítimas de femincídio em São Gabriel, principalmente a comerciária Paula Estefânia Schultz Lopes Lacerda, morta no dia 5 de março pelo ex-companheiro, Rogério Biscaglia Righi, 32 anos, a facadas enquanto ia para o trabalho. A manifestação, organizada pela também comerciária Rosa Helena Goulart, teve saída da Avenida Francisco Chagas, local onde Paulinha Schultz foi morta.



Caminhada passou pelo 9º RCB, onde autor de morte de Paulinha está preso e chegou à Praça Fernando Abbott. Orações, cartazes com mensagens e homenagens marcaram manifestação. Mais de 100 pessoas participaram
A caminhada, que pediu justiça e mudança nas leis, teve a participação de familiares de outra vítima de feminicídio, Danuza da Silva Godinho Madrid, morta em 2013 pelo ex-marido no Bairro São Bento pelo mesmo motivo: não aceitar o fim do relacionamento. Com cerca de mais de 100 pessoas, o ato passou pela frente do 9º Regimento de Cavalaria Blindado, onde o autor do crime está preso. No local, familiares de soldados que estão prestando o serviço militar aplaudiram a manifestação, que seguiu até a Praça Dr. Fernando Abbott.

Foram momentos de forte emoção de familiares e amigos de ambas as vítimas e também de outras mulheres que foram mortas nos últimos anos em São Gabriel. 

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 12/03/2018 10h23
Contato: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui, mas deixamos claro uma coisa. Não vamos tolerar bandalheiras e bagunça no blog, por que somos favoráveis ao debate, mas com respeito e educação:
- Identifique-se na hora de postar o comentário;
- Ofensas e xingamentos contra outras pessoas ou à direção do blog, não serão tolerados, além de ser passíveis de ações judiciais, com identificação dos responsáveis;
- Ao escrever, pense que o blog é seu. E que você pode ser acionado judicialmente pelos comentários;
- Não "ponha palavras" na boca dos outros, por que não vai passar;
- Quer deixar endereços web, use o cadastro na hora de comentar;
- CAIXA ALTA, erros de português ou outros semelhantes, nem pensar! Aqui não é local de gente que não está preparada para dar opinião, muito menos bagunceiros ou arruaceiros.
- O comentário tem que ser relacionado a postagem, do contrário, não será considerado.
- Denúncias de qualquer natureza, tem que ser feitas diretamente às autoridades, com a Brigada Militar pelo 190 e a Polícia Civil pelo 3232-6166.