Caderno7 - O site de notícias da Metade Sul: Rede Pampa é condenada por danos morais a professores da Unipampa

Dias 31/01, 1º e 2/02 - 2ª Festa da Cordeira e 1º Cordeiraço da Canção Nativa em Santa Margarida do Sul - prestigie!

22-02-2020 Prestigie o Carnaval da Despertar, na Seven! Baile com Tudo di Bom. Clique aqui para mais info

Se inscreva no Vestibular de Verão da Urcamp - provas com agendamento diário

Dotto Advocacia - Cível, criminal, trabalhista, trânsito - clique aqui para entrar no site

Hospede-se na Rede de Hotéis Suárez, um hotel sempre perto de você! CLIQUE AQUI PRA FAZER SUA RESERVA

Conheça a Use Odontologia, agora em São Gabriel

Matricule-se no Fisk e ganhe um presente!

Garupa São Gabriel - Tá aqui do lado

Pague o IPTU 2020 em São Gabriel e tenha descontos até 10 de fevereiro!

Conheça a página da Cauzzo São Gabriel no Facebook

Inscreva-se no Valor S do Sicredi Pampa Gaúcho

Dra. Namiriane Müller Leal - Cirurgiã-dentista

Dra. Marcele Camponogara - Odontologia e Estética

Studio H de Mana, venha conhecer

Rede Pampa é condenada por danos morais a professores da Unipampa

Caso foi julgado no Fórum de Caçapava do Sul e sentença foi proferida em novembro (foto divulgação Farrapo)
A Rede Pampa e o debatedor do programa "Pampa Debates", Luiz Maraninchi Pereira Lima, foram condenados a pagar indenização por danos morais a professores da Unipampa, que entraram na justiça após a veiculação de um comentário polêmico por parte do articulista, que chamou professores da instituição de "débeis mentais", se referindo também ao curso de Geologia da instituição, situado em Caçapava do Sul.



A sentença foi dada em 14 de novembro do ano passado, proposta pela juíza leiga Gabriela Salim Figueiró e homologada pela juíza Paula Maurícia Brum. Foi julgado parcialmente procedente o pedido inicial contra a Rede Pampa e Luiz Maraninchi Pereira Lima para condenar solidariamente o valor de R$ 12 mil para cada um dos autores, a título de danos morais. Outro debatedor, o ex-deputado Cassiá Carpes, também foi julgado mas absolvido por não ter tido participação nas acusações.

O programa que suscitou a polêmica foi ao ar em novembro de 2016, quando Lima fez fortes críticas à Universidade Federal do Pampa e foi ao ar no Facebook meses depois. Ele fez uma afirmação considerada acintosa, onde teria desmerecido a instituição, o curso existente em Caçapava e os professores e alunos, de forma jocosa, chegando a insinuar que um dos professores "não toma banho". Cabe recurso da decisão.

Reportagem: Marcelo Ribeiro, com informações do portal Farrapo
Data: 10/01/2018 11h22
Contato: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com
Comentário(s)
0 Comentário(s)

Nenhum comentário: