Táxi Cristiano 24h - Sua opção de transporte pessoal em São Gabriel

Estarmed Assistencial - Um plano de saúde gabrielense para os gabrielenses

Sua formação não pode esperar - Ingresse na Urcamp!

Cotribá - Cooperativismo para a produtividade em São Gabriel e região

Aproveite a Temporada Verão 2024 Peruzzo!

Vem para a Unopar em São Gabriel!

Danilo Pires Assistência Técnica agora é Good Place, com o melhor em Apple

Curso Sargento Anderson - campeão de aprovações em São Gabriel e região

anúncio prefeitura sg dengue

Super Engenho São Gabriel - Mais qualidade para sua família

Foco no Futuro com a Urcamp - inscrições para o vestibular de verão abertas!

São Gabriel Saneamento - o melhor está por vir, acredite

Estarmed Assistencial - Um plano de saúde gabrielense para os gabrielenses

Urbano Alimentos - colaborando para o crescimento de São Gabriel e região

Aproveite a Temporada Verão 2024 Peruzzo!

Ajude o Rio Grande do Sul neste momento difícil! O Sicredi está nessa!

Drª Sandra Regina Marçolla Weber - na VidaMed

14 junho 2013

Imprensa Internacional repercute protestos no Brasil

Protestos na capital paulista e em várias partes do país vem aumentando nos últimos dias (foto divulgação)
Com informações do Portal Imprensa

Diante de confrontos entre polícia e manifestantes que protestam contra o aumento das tarifas do transporte público, veículos internacionais destacam que as manifestações acontecem em momento de crise da economia no Brasil. Segundo a Agência Globo, o diário espanhol El País afirmou que um Brasil pouco acostumado a ir às ruas para protestar se levantou nas principais cidades do país. O jornal ainda aponta que o prefeito Fernando Haddad e o governador Geraldo Alckmin têm sido duros com atos de vandalismo.


"As manifestações estão criando um alarme especial. Nem mesmo diante dos grandes escândalos de corrupção política o povo nunca saiu às ruas", ressaltou o texto. "Os preços dos transportes públicos no Brasil são muito altos em relação ao salário mínimo dos trabalhadores."

De acordo com o periódico, as manifestações chegaram em um momento de crise na economia, com inflação alta, bolsa caindo e o dólar alcançando os R$ 2,20. Para o inglês Finacial Times, os protestos são um sinal de preocupação do Brasil com os preços. O The Wall Street Jounal frisou que a série de manifestações se tornou violenta e lembra que cresce a tensão com o desemprego.

Por sua vez, o argentino Clarín informou que os protestos em São Paulo tiveram seu momento mais violento, com 20 detidos, ônibus queimados, bombas de efeito moral, lixo e vidros espalhados pelas ruas.

Nos protestos, vários jornalistas foram feridos, sendo que um fotógrafo corre o risco de perder a visão do olho após ter sido atingido por uma bala de borracha. Os protestos tem polêmica por conta da versão que a mídia está dando e os relatos de internautas nas redes sociais.

0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Com jeito, tudo pode ser dito das mais variadas formas. Solicitamos: leia a matéria antes de comentar. Colabore conosco para a difusão de ideias e pontos de vista em nível civilizado.