Desfrute de um espetinho gostoso na Mas Bah Tchê Churrasquinho Gourmet em São Gabriel!

Táxi Cristiano 24h - Sua opção de transporte pessoal em São Gabriel

Conforto que cabe no bolso - Íbis Budget Porto Alegre

Estarmed Assistencial - Um plano de saúde gabrielense para os gabrielenses

Sua formação não pode esperar - Ingresse na Urcamp!

Cotribá - Cooperativismo para a produtividade em São Gabriel e região

Aproveite a Temporada Verão 2024 Peruzzo!

Vem para a Unopar em São Gabriel!

Danilo Pires Assistência Técnica agora é Good Place, com o melhor em Apple

Curso Sargento Anderson - campeão de aprovações em São Gabriel e região

anúncio prefeitura sg dengue

Super Engenho São Gabriel - Mais qualidade para sua família

Foco no Futuro com a Urcamp - inscrições para o vestibular de verão abertas!

São Gabriel Saneamento - o melhor está por vir, acredite

Estarmed Assistencial - Um plano de saúde gabrielense para os gabrielenses

Urbano Alimentos - colaborando para o crescimento de São Gabriel e região

Aproveite a Temporada Verão 2024 Peruzzo!

Conheça todos os benefícios do Seguro de Vida Sicredi Essência!

Drª Sandra Regina Marçolla Weber - na VidaMed

Gráfica F1 - Comunicação Visual e Gráfica Offset com qualidade e bom preço!

09 abril 2013

MST inicia "Abril Vermelho" com protestos em São Gabriel

Integrantes do MST protestaram em frente ao Ministério Público para pedir providências por estrutura e transporte
O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) iniciou o chamado "Abril Vermelho" - mês onde vários protestos são realizados contra os governos - em São Gabriel com um protesto em frente à sede do Ministério Público local, na manhã desta terça (9), para exigir providências em relação à estrutura dos assentamentos, principalmente o Madre Terra, existente há 4 anos e sem estruturação adequada.



Brigada Militar acompanhou movimentação, mas sem maiores transtornos

Sem-terra chegaram a se acorrentar em protesto
Integrantes se acorrentaram na frente do MP em protesto, e um grupo foi recebido pelo Promotor de Justiça Fernando Andrade Alves para conversações. Eles pediram que o MP pressione os Governos para que as promessas sejam cumpridas, como a implantação e construção imediata de uma Escola de Séries Iniciais, transporte escolar interno imediato, construção emergencial das estradas do assentamento, rede de água por meio do programa "Água para Todos", energia elétrica, liberação de crédito pelo INCRA, entre outras ações necessárias para o desenvolvimento e condições de vida no assentamento.

"O Ministério tem que fiscalizar e não fez andar até agora, as crianças ainda tem que andar sete quilômetros para ir à aula por que prometeram o transporte e não cumpriram", frisou um dos porta-vozes, o assentado Felipe Peter. "Teríamos estradas, água e luz, que foram anunciados em reuniões que nunca se cumpriram, até agora, não temos nada e estamos sem respostas, dependendo da própria sorte", acusou.

Em reunião com o Dr. Fernando, as mães e representantes do movimento obtiveram a garantia de que o MP irá verificar a situação in loco e irá cobrar do INCRA, em reunião a ser realizada no dia 29 de abril. Os assentados também reclamaram que a Prefeitura teria se comprometido a transportar os alunos dentro dos assentamentos, e não foi cumprido. Novas ações devem ser executadas nos próximos dias, por parte dos assentados.

UPDATE: Recebemos a informação que o MST está indo para a Prefeitura. Vamos verificar.

0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Com jeito, tudo pode ser dito das mais variadas formas. Solicitamos: leia a matéria antes de comentar. Colabore conosco para a difusão de ideias e pontos de vista em nível civilizado.