Desfrute de um espetinho gostoso na Mas Bah Tchê Churrasquinho Gourmet em São Gabriel!

Táxi Cristiano 24h - Sua opção de transporte pessoal em São Gabriel

Conforto que cabe no bolso - Íbis Budget Porto Alegre

Estarmed Assistencial - Um plano de saúde gabrielense para os gabrielenses

Sua formação não pode esperar - Ingresse na Urcamp!

Cotribá - Cooperativismo para a produtividade em São Gabriel e região

Aproveite a Temporada Verão 2024 Peruzzo!

Vem para a Unopar em São Gabriel!

Danilo Pires Assistência Técnica agora é Good Place, com o melhor em Apple

Curso Sargento Anderson - campeão de aprovações em São Gabriel e região

anúncio prefeitura sg dengue

Super Engenho São Gabriel - Mais qualidade para sua família

Foco no Futuro com a Urcamp - inscrições para o vestibular de verão abertas!

São Gabriel Saneamento - o melhor está por vir, acredite

Estarmed Assistencial - Um plano de saúde gabrielense para os gabrielenses

Urbano Alimentos - colaborando para o crescimento de São Gabriel e região

Aproveite a Temporada Verão 2024 Peruzzo!

Conheça todos os benefícios do Seguro de Vida Sicredi Essência!

Drª Sandra Regina Marçolla Weber - na VidaMed

Gráfica F1 - Comunicação Visual e Gráfica Offset com qualidade e bom preço!

09 abril 2013

E o MST foi até a Prefeitura

No segundo ato dos protestos, assentados foram até o Palácio Plácido de Castro para protestar por melhores condições de vida no Madre Terra
Em uma cena que foi vista de forma mais intensa na gestão anterior e pela primeira vez no atual governo, o Movimento dos Trabalhadores Sem-Terra (MST), mais especificamente os assentados do Madre Terra, após os protestos da manhã de terça, 9 de abril, percorreu as ruas da cidade até o Palácio Plácido de Castro, sede da Prefeitura, onde as lideranças queriam uma audiência com o Prefeito Roque Montagner (PT), em reunião que teve cobranças de ambos os lados.


Antes da chegada dos assentados, a Brigada Militar tratou de fortalecer a segurança na frente do Palácio, assim como na entrada lateral do mesmo. Um grupo de assentados, assim como a imprensa presente, foi recebida pelo Prefeito, que juntamente com o Procurador Jurídico, Guilherme Abib e o Chefe de Gabinete, Luis Pires, colocaram suas considerações quanto ao apoio aos assentamentos.

Pires atribuiu parte das dificuldades com os assentados ao Governo anterior. "Mas já conveniamos com o INCRA, recursos para que possam seguir construindo as estradas e assumimos parte das linhas do transporte escolar nos assentamentos. Há recursos volumosos disponíveis para projetos de desenvolvimento e incentivo aos assentados, vamos gestionar junto ao Estado e à União", afirmou o Chefe de Gabinete.

Lideranças conseguiram se reunir com o Prefeito e Secretários para pedir providências quanto ao transporte escolar
Os assentados ainda se queixaram que o transporte não estaria chegando até os pontos dos assentamentos, onde as crianças teriam que caminhar em torno de 7 km para ir à aula em alguns lugares. O Procurador Jurídico respondeu que os esforços pelo município foram feitos. "O que podíamos colocar de transporte escolar, nós fizemos. Se não chega, é falha do assentamento que não relacionou os locais corretos", enfatizou Abib. A comissão ainda informou que não receberam um serviço de patrulha agrícola do MST, que acabou parando em Santana do Livramento.

O Chefe de Gabinete disse que se tratou de uma "sacanagem" das coordenações estadual e regional do MST. "Lá já há estrutura, então vocês tem que reclamar. É sacanagem destinar uma patrulha a um assentamento que já está estruturado, enquanto é necessário por aqui", protestou.

Quanto ao transporte escolar, o Coordenador do serviço, Paulo Roberto Piriz (Paulito), afirmou que foi feito um acordo entre o INCRA e a Secretaria de Transportes para que esta última fizesse melhoria em alguns pontos e o órgão federal providenciaria a abertura de estradas em alguns pontos do assentamento Madre Terra. O INCRA não cumpriu com sua parte.

Luis Pires informou que há um recurso a ser gestionado, no valor de R$ 661 mil para a abertura da rede de água via Programa "Água para Todos", junto à FUNASA. Abib afirmou que a Administração fará sua parte, mas vai cobrar que "os companheiros produzam" no campo. Ao responder questionamentos dos assentados, que querem as providências mais brevemente, o Prefeito Roque respondeu que "nunca em tanto tempo, um Governo fez tanto em 90 dias pela comunidade e os assentados", pontuou. O Governo se comprometeu a apoiar os assentados, desde que produzam.


0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Com jeito, tudo pode ser dito das mais variadas formas. Solicitamos: leia a matéria antes de comentar. Colabore conosco para a difusão de ideias e pontos de vista em nível civilizado.