Táxi Cristiano 24h - Sua opção de transporte pessoal em São Gabriel

Estarmed Assistencial - Um plano de saúde gabrielense para os gabrielenses

Sua formação não pode esperar - Ingresse na Urcamp!

Cotribá - Cooperativismo para a produtividade em São Gabriel e região

Aproveite a Temporada Verão 2024 Peruzzo!

Vem para a Unopar em São Gabriel!

Danilo Pires Assistência Técnica agora é Good Place, com o melhor em Apple

Curso Sargento Anderson - campeão de aprovações em São Gabriel e região

anúncio prefeitura sg dengue

Super Engenho São Gabriel - Mais qualidade para sua família

Foco no Futuro com a Urcamp - inscrições para o vestibular de verão abertas!

São Gabriel Saneamento - o melhor está por vir, acredite

Estarmed Assistencial - Um plano de saúde gabrielense para os gabrielenses

Urbano Alimentos - colaborando para o crescimento de São Gabriel e região

Aproveite a Temporada Verão 2024 Peruzzo!

Ajude o Rio Grande do Sul neste momento difícil! O Sicredi está nessa!

Drª Sandra Regina Marçolla Weber - na VidaMed

15 dezembro 2023

POLÊMICA NA POLÍTICA | Presidente do PL gabrielense vai pedir expulsão de parlamentares do partido por não terem votado em Renato

Durante sua declaração de voto, vereador Renato Gonçalves Filho apresentou documento de acordo firmado entre os vereadores da situação que não teria sido cumprido; seu tio, Rossano, presidente do PL, anunciou que deverá expulsar vereadores e pedir seus mandatos (foto Marcelo Ribeiro/portal Caderno7)

Após a eleição que ratificou Moisés Marques (PL) como presidente da Câmara de Vereadores de São Gabriel, as controvérsias ganharam intensidade. Rossano Gonçalves, presidente municipal do partido, anunciou nas redes sociais nesta quinta (14) medidas para expulsar os vereadores Moisés e Elson Teixeira, que contrariaram a orientação partidária, votando em desacordo com a indicação de Renato Dotto Gonçalves Filho para a presidência do Legislativo. Este salientou que houve a quebra de um acordo que daria a base do governo a presidência do Legislativo nos quatro anos. 

Durante seu voto, Renato Dotto Gonçalves Filho apresentou o compromisso assinado pelos legisladores da base em novembro de 2022, documento que Moisés Marques anteriormente alegara não existir. O parlamentar ressaltou a falta de confiabilidade não apenas na assinatura do oponente, mas também em sua palavra, evidenciando uma aparente contradição.

Adicionalmente, Dotto Gonçalves Filho reforçou suas argumentações ao revelar uma ação movida pela Procuradoria Geral do Estado, na qual a Câmara de Vereadores teria sido previamente condenada. Esta evidência endossa as acusações de imoralidade feitas pelo líder de seu partido. Dotto Gonçalves Filho questionou a legalidade de um aumento na folha de pagamento, de R$ 6 milhões para R$ 8 milhões, argumentando que, embora seja legal, configura-se como imoral. Ele reiterou seu compromisso em direção à moralização da gestão no âmbito do Poder Legislativo.

Em seu discurso de reeleição, Moisés Marques dirigiu mensagens ao ex-prefeito, afirmando que o dia em questão seria histórico. "O dia de hoje vai fazer história em nossas vidas e, como diz uma cabala de grandes guardiões, até aqui muitos chegaram e daqui para a frente, poucos passarão", declarou.

Após a votação, o presidente do Partido Liberal (PL) utilizou as redes sociais para anunciar a continuidade das ações visando a expulsão dos vereadores Moisés Marques e Elson Teixeira. O líder partidário, Rossano Gonçalves, confirmou que buscará na Justiça a cassação dos mandatos dos parlamentares por desobediência à orientação partidária.

Em suas palavras, destacou a postura dos legisladores, afirmando: "Hoje vemos que parte dos integrantes do Legislativo optaram por continuar com a gastança desenfreada e vão consumir R$ 12 milhões ao longo do ano de 2024. Como presidente do PL gabrielense, adotaremos as medidas necessárias para não ter em nossa sigla pessoas que não honram acordos, pactuam com a imoralidade e também não atendem às determinações do partido."

O anúncio reforça o compromisso do partido com a ética e a disciplina, destacando a importância da coesão interna e do alinhamento com os princípios da legenda. Se fosse ocorrer a perda de mandato, Moisés e Elson seriam substituídos por José João Barcellos (JJ) e Carlos Roni, mas especialistas em Direito eleitoral salientam que não haveria amparo legal nesta medida. 

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 15/12/2023 08h28 
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com
0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Com jeito, tudo pode ser dito das mais variadas formas. Solicitamos: leia a matéria antes de comentar. Colabore conosco para a difusão de ideias e pontos de vista em nível civilizado.