Táxi Cristiano 24h - Sua opção de transporte pessoal em São Gabriel

Estarmed Assistencial - Um plano de saúde gabrielense para os gabrielenses

Sua formação não pode esperar - Ingresse na Urcamp!

Cotribá - Cooperativismo para a produtividade em São Gabriel e região

Aproveite a Temporada Verão 2024 Peruzzo!

Vem para a Unopar em São Gabriel!

Danilo Pires Assistência Técnica agora é Good Place, com o melhor em Apple

Curso Sargento Anderson - campeão de aprovações em São Gabriel e região

anúncio prefeitura sg dengue

Super Engenho São Gabriel - Mais qualidade para sua família

Foco no Futuro com a Urcamp - inscrições para o vestibular de verão abertas!

São Gabriel Saneamento - o melhor está por vir, acredite

Estarmed Assistencial - Um plano de saúde gabrielense para os gabrielenses

Urbano Alimentos - colaborando para o crescimento de São Gabriel e região

Aproveite a Temporada Verão 2024 Peruzzo!

Ajude o Rio Grande do Sul neste momento difícil! O Sicredi está nessa!

Drª Sandra Regina Marçolla Weber - na VidaMed

29 novembro 2023

HOMENAGEM | Poeta e negro, Oliveira Silveira é reconhecido como Doutor Honoris Causa pela UFRGS

Filha do poeta, professora Naiara Silveira recebe título de Doutor Honoris Causa concedido pela UFRGS (foto Gustavo Diehl/UFRGS/divulgação)

No Dia Nacional da Consciência Negra, a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) prestou homenagem a Oliveira Silveira, figura-chave na promoção da identidade afro-brasileira. Em uma emocionante sessão solene realizada na Sala dos Conselhos, a UFRGS reconheceu a contribuição singular de Oliveira Silveira (in memoriam) para a valorização da cultura afro-brasileira, marcando a data. Silveira, junto ao Grupo Palmares em 1971, foi um dos proponentes do 20 de Novembro como data comemorativa, em referência à morte de Zumbi dos Palmares, líder do quilombo mais significativo do Brasil. O poeta rosariense, falecido em 2009, foi reconhecido como Doutor Honoris Causa pela instituição. 

A cerimônia, que outorgou o título em homenagem a Oliveira Silveira, contou com dois oradores destacados. Maria da Graça Gomes Paiva, professora aposentada, abordou a vida e obra do homenageado, ressaltando seu papel na conscientização social sobre a questão racial no Brasil. A docente enfatizou o legado do Sopapo Poético, iniciativa surgida após a morte de Silveira, destacando a constante identidade afro-gaúcha em sua obra.

O representante discente no Conselho do Instituto de Letras, Wellington Porto, tornou-se o primeiro estudante em muitos anos a ocupar a posição de orador na sessão do Conselho Universitário (Consun). Porto ressaltou a importância da representatividade e diversidade na academia, afirmando que a homenagem vai além das realizações profissionais de Silveira, servindo como inspiração para futuras gerações.

Wellington citou o poema "Encontrei minhas origens", de Oliveira Silveira, como síntese do significado do poeta para os estudantes negros da UFRGS. A filha do homenageado, Naiara, recitou outro poema do pai e discursou sobre seu legado, destacando a importância de dar continuidade à luta contra as desigualdades étnico-raciais.

A professora Naiara Silveira, representando seu pai, recitou um poema em sua homenagem: "Me dá a mão e vamos juntos! Tua disposição e vamos juntos! Vamos correr nas campinas, vamos lerdear nas areias. Mas juntos, juntos, juntos." Abordou, então, os diferentes significados que a poesia carrega, destacando aspectos da trajetória de seu pai, que contribuiu, aconselhou, ajudou a tantas pessoas. Ela enfatizou: "Me dá a mão e vamos juntos: quem o conheceu sabe o significado desse verso, ele deu a mão, preparou, aconselhou. Nós seguramos o legado dele e fizemos que a história não acabasse em janeiro de 2009", em referência à data de falecimento do poeta.

A vice-reitora Patricia Pranke e a diretora do Instituto de Letras Carmem Luci da Costa Silva completaram a mesa da solenidade. Patricia destacou a relação da UFRGS com Silveira, ressaltando a guarda do acervo pessoal do poeta, que está disponível na Faculdade de Educação. Ela elogiou Silveira por sua produção poética e sua visão de uma sociedade mais inclusiva.

SAIBA MAIS
Oliveira Silveira foi um poeta, intelectual e militante negro brasileiro que se destacou por sua obra literária e sua atuação política em defesa da cultura e da identidade afro-brasileiras. Ele nasceu em 1941 em Rosário do Sul, no Rio Grande do Sul, e se formou em Letras pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) em 1965. Ele publicou dez livros de poesia, entre eles: Germinou, 1968; Banzo, Saudade Negra, 1970; Pêlo Escuro, 1977; Roteiro dos Tantãs, 1981; Anotações à Margem, 1994; Orixás, 1995, entre outros. 

Ele também foi um dos fundadores e líderes do Grupo Palmares, uma organização do movimento negro que propôs a celebração do Dia da Consciência Negra em 20 de novembro, data da morte de Zumbi dos Palmares, o líder do maior quilombo do Brasil. Oliveira Silveira morreu em 2009, em Porto Alegre, vítima de câncer. 

Ele recebeu diversas homenagens em vida e após sua morte, como o título de Doutor Honoris Causa pela UFRGS e Unipampa, e o documentário Oliveira Silveira - O poeta da consciência negra do Brasil. Ele é considerado um dos maiores expoentes da literatura afro-gaúcha e um dos principais nomes do movimento negro no Brasil.

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 29/11/2023 09h00
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com
0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Com jeito, tudo pode ser dito das mais variadas formas. Solicitamos: leia a matéria antes de comentar. Colabore conosco para a difusão de ideias e pontos de vista em nível civilizado.