Táxi Cristiano 24h - Sua opção de transporte pessoal em São Gabriel

Estarmed Assistencial - Um plano de saúde gabrielense para os gabrielenses

Sua formação não pode esperar - Ingresse na Urcamp!

Cotribá - Cooperativismo para a produtividade em São Gabriel e região

Aproveite a Temporada Verão 2024 Peruzzo!

Vem para a Unopar em São Gabriel!

Danilo Pires Assistência Técnica agora é Good Place, com o melhor em Apple

Curso Sargento Anderson - campeão de aprovações em São Gabriel e região

anúncio prefeitura sg dengue

Super Engenho São Gabriel - Mais qualidade para sua família

Foco no Futuro com a Urcamp - inscrições para o vestibular de verão abertas!

São Gabriel Saneamento - o melhor está por vir, acredite

Estarmed Assistencial - Um plano de saúde gabrielense para os gabrielenses

Urbano Alimentos - colaborando para o crescimento de São Gabriel e região

Aproveite a Temporada Verão 2024 Peruzzo!

Ajude o Rio Grande do Sul neste momento difícil! O Sicredi está nessa!

Drª Sandra Regina Marçolla Weber - na VidaMed

13 fevereiro 2023

Caso das pomadas modeladoras | Estudo de professor gabrielense mostra irritações causadas nos olhos

Gabrielense que atua na UFBA como professor e doutor em Ciências Farmacêuticas, Ricardo Bizogne Souto falou sobre estudo que revelou problemas causados por pomadas modeladoras (foto reprodução/TV Globo)

Na última semana, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) proibiu a venda no país de todas as pomadas para trançar, modelar ou fixar cabelos por conta de problemas ocorridos em mais de 700 pessoas, principalmente mulheres, causando cegueira temporária e vários problemas de visão. Um estudo do professor universitário gabrielense  Ricardo Bizogne Souto, que atua na Universidade Federal da Bahia (UFBA) colaborou para a descoberta destes problemas e embasou decisões científicas. O programa "Fantástico", da TV Globo, conversou com o profissional sobre a situação.

Os problemas levaram a proibição da venda de mais de 3 mil marcas de pomadas modeladoras para cabelos. No estudo orientado por Souto que inclusive foi premiado no Simpósio Brasileiro de Inovação (Bio)Farmacêutica/IV Simpósio Baiano de Inovação (Bio)Farmacêutica (SIMBIFAR 2022) em outubro do ano passado, este avaliou o potencial de irritação ocular de pomadas modeladoras e que foi aplicado em membranas de embriões de galinhas para observar os efeitos de hemorragia e coagulação, e coincidentemente, ocorreram os casos de intoxicação com uso das pomadas. 

Estudo observou consequências das pomadas modeladoras em membranas similares ao olho humano

Ao aplicar a pomada em embriões - feito neles porque suas membranas são similares ao olho humano, vascularizada e de reação rápida, em substituição ao teste feito em olhos de coelhos nos anos 80 - os pesquisadores detectaram inflamações nesta membrana causadas pelas pomadas, que vão se espalhando. 

"A gente observa uma vermelhidão que seria semelhante ao que acontece quando o nosso olho irrita, também a formação de hemorragia que seria um sangramento, o que já seria um nível bastante avançado de irritação e o terceiro parâmetro, seria a formaçáo de edema, ou seja, ocorre uma coagulação das proteínas e isso também acontece no nosso olho", enfatizou Ricardo Bizogne Souto, que é Doutor em Ciências Farmacêuticas.

O gabrielense é professor da Faculdade de Farmácia na UFBA - Universidade Federal da Bahia e é filho de Geraldo Souto e Zina Bizogne Souto, nascido e criado na rua Plácido de Castro. Ele é irmão do músico Rafa Souto. No site do Conselho Regional de Farmácia da Bahia, esta pesquisa observou que os casos começaram a ser detectados quando estes produtos acabaram entrando em contato com os olhos de forma não intencional ou acidental por conta da lavagem de cabelos, ou banho de piscina ou de mar, por exemplo. O uso naquele Estado é muito comum para modelagem de penteados afro, onde muitos salões utilizavam as pomadas. 

A recomendação da Anvisa, agora, é que - tanto no salão quanto em casa - as pomadas não sejam novamente aplicadas, até que testes sejam concluídos. Quem mexe com cabelo garante que existem outros tipos de produtos que podem ser usados para continuar fazendo bonito no visual. Os casos atingiram principalmente mulheres no Rio de Janeiro e Pernambuco.

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 13/02/2023 16h06
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com
0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Com jeito, tudo pode ser dito das mais variadas formas. Solicitamos: leia a matéria antes de comentar. Colabore conosco para a difusão de ideias e pontos de vista em nível civilizado.