XII Baile do Chopp - Santa Margarida do Sul - CLIQUE AQUI

Agora em São Gabriel, Monson! Acesse nosso site e confira as ofertas

Estarmed Assistencial - Um plano de saúde gabrielense para os gabrielenses

Vestibular Urcamp - mais de 20 cursos para seu conhecimento

Cotribá - Cooperativismo para a produtividade em São Gabriel e região

Verão Peruzzo - Baixe o app Compre Peruzzo e comece a fazer suas compras online!

Panvel Farmácias - Compre e receba em casa

Danilo Pires - Assistência Técnica em novo endereço!

Curso Sargento Anderson - campeão de aprovações em São Gabriel e região

IPTU 2023 - Prefeitura de São Gabriel

São Gabriel Saneamento - o melhor está por vir, acredite

Estarmed Assistencial - Um plano de saúde gabrielense para os gabrielenses

Urbano Alimentos - colaborando para o crescimento de São Gabriel e região

Vestibular Urcamp - mais de 20 cursos para seu conhecimento

Verão Peruzzo - Baixe o app Compre Peruzzo e comece a fazer suas compras online!

Inscrições abertas para o Fundo Social 2023 Sicredi Essência

Drª Ana Paula Ross Cirurgiã-dentista - você pode confiar!

Drª Sandra Regina Marçolla Weber - na VidaMed

Gráfica F1 - Comunicação Visual e Gráfica Offset com qualidade e bom preço!

Mototáxi Confiança - Já pediu sua tele hoje? Nos chama!

Susana Gomes Terapeuta Corporal e Massoterapia - em novo endereço

Use Odontologia São Gabriel - Saúde bucal para você e sua família

19 janeiro 2023

Caso Rafael | Mãe é condenada a mais de 30 anos de prisão por morte do filho

Alexandra Dougokenski foi condenada a mais de 30 anos pelo assassinato do filho Rafael Winques, 11 anos, ocorrido em 2020; sentença saiu no final da noite desta quarta, 18 de janeiro (foto Juliano Verardi/DICOM TJRS)

A Justiça de Planalto divulgou por volta das 23h40 desta quarta (18), o veredito da ré Alexandra Salete Dougokenski, acusada pelo assassinato do seu filho, Rafael Mateus Winques, 11 anos, após três dias de júri. Ela foi condenada a 30 anos e dois meses de reclusão, além de seis meses de detenção pelos crimes de homicídio qualificado, ocultação de cadáver, falsidade ideológica e fraude processual. 

A sentença foi lida pela juíza Marilene Campagna, após o conselho de sentença se reunir e definir as qualificadoras e a pena total. Pelo homicídio qualificado, Alexandra foi sentenciada a um total de 28 anos de prisão; pela ocultação de cadáver, condenada a um ano e dois meses; e por falsidade ideológica, a um ano de reclusão. Por fim, a magistrada ainda determinou que ela cumpra seis meses de detenção por fraude processual. 

A mãe, o irmão e o filho da ré não acompanharam a leitura da sentença, assim que foram comunicados da condenação. Ela acompanhou de cabeça baixa a leitura da sentença e a juíza explicou que ficou mantida a prisão de Alexandra, já presa desde maio de 2020. 

O advogado da ré, Jean Severo, informou que vai recorrer da decisão. Do lado de fora, a comunidade de Planalto, que estava presente em grande número do lado de fora do Fórum, comemorou a sentença. Pela defesa, atuaram os Advogados Jean Severo, Filipe Trelles e Mayara Juppa. Pela acusação, representaram o Ministério Público os Promotores de Justiça Diogo Taborda, Marcelo Tubino e Michele Dumke, além do Assistente de Acusação, Advogado Daniel Tonetto.

O crime ocorreu em 2020, quando Alexandra matou o filho Rafael por asfixia, após dar sedativo para ele dormir alegando que o mesmo estava inquieto e não obedecia suas ordens. Inicialmente, foi registrado desaparecimento e após contradições, ela confessou o crime. Desde então, ela chegou a mudar a versão quatro vezes e negou ter cometido o crime. 

Reportagem: Marcelo Ribeiro, com informações de GZH e TJRS 
Data: 19/01/2023 09h14 
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com
0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Com jeito, tudo pode ser dito das mais variadas formas. Solicitamos: leia a matéria antes de comentar. Colabore conosco para a difusão de ideias e pontos de vista em nível civilizado.