Familiares de Gabriel Marques Cavalheiro cobram explicações para desaparecimento, ocorrido na noite de sexta, quando teria sido levado em uma viatura da Brigada Militar (fotos Marcelo Ribeiro/portal Caderno7)

Familiares de Gabriel Marques Cavalheiro, 18 anos, sumido desde o final da noite de sexta-feira (12) cobram respostas sobre seu paradeiro. O jovem teria sido levado por policiais militares em viatura na Rua 7 de Setembro, no Bairro Independência, após a Brigada ter sido acionada e desde então, não foi mais visto. A Brigada Militar salientou que está investigando o fato e ouvindo os familiares, que foram até a sede do 4º Esquadrão no começo da tarde desta terça (18).

Brigada Militar deslocou Corregedoria e Comando Regional para o município para investigações do caso

O jovem, nascido em Guaíba, estava no município para realizar os exames de alistamento, que ocorrem nesta semana. Informações mais claras foram dadas pela família e vizinhos nesta terça (18), na sede do 4º Esquadrão, onde a mãe e irmãs de Gabriel cobravam explicações, juntamente da advogada Rejane Lopes, que representa a família.

Gabriel: ainda desaparecido

Segundo informações obtidas com familiares, ele teria sido ido a uma residência nas proximidades onde teria se encontrado com duas jovens e ao tentar entrar na casa delas, a proprietária teria acionado a Brigada Militar. A partir disso, começa o mistério, pois uma moradora que testemunhou o fato, disse que viu ele pela última vez sendo colocado em uma viatura e desde então, não retornou mais para casa. Familiares chegaram a procurar na Delegacia e ele não foi levado para lá.

"Ele é um guri muito bom, educado, atencioso, que adora música gaúcha e andar a cavalo, sem vícios, nunca tinha sumido e nunca deu incomodação com polícia, nada, ele veio para se alistar e estava na casa dos tios", afirmou a mãe dele, Rosane. As irmãs também estavam presentes, além de vizinhos e amigos, na sede do 4º Esquadrão de Polícia Montada.

A Brigada Militar trouxe a corregedoria direto de Porto Alegre para tentar esclarecer o que houve, mas não há mais manifestações a respeito no momento e o objetivo é investigar a responsabilidade dos policiais e o que ocorreu. A reportagem está em contato com o Major Aníbal Silveira, do Comando Regional da Fronteira Oeste, que está acompanhando as investigações e a qualquer momento, traremos novos detalhes. 

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 16/08/2022 15h20
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com

Post a Comment

Com jeito, tudo pode ser dito das mais variadas formas. Solicitamos: leia a matéria antes de comentar. Colabore conosco para a difusão de ideias e pontos de vista em nível civilizado.