Corpo de Gabriel foi encontrado por volta das 16h30 desta sexta-feira, no açude situado na região do Lavapé, em São Gabriel (fotos Marcelo Ribeiro/portal Caderno7)

As buscas por Gabriel Marques Cavalheiro, 18 anos, chegaram a um triste fim na tarde desta sexta-feira (18), por volta das 16h30. O corpo do jovem foi encontrado no açude onde durante quatro dias, forças policiais fizeram buscas para localizá-lo após seu desaparecimento em uma abordagem policial mal-sucedida no Bairro Independência. Os três policiais tiveram sua prisão pedida pela própria Brigada Militar nesta sexta. 

Buscas na parte da manhã e tarde foram reforçadas com helicóptero e barcos a motor, além de cães farejadores

No final da tarde, a notícia que ninguém queria: o corpo de Gabriel foi encontrado sem vida

Movimentação de público foi intensa após a informação do encontro do corpo de Gabriel, com policiais e familiares chegando ao local

O corpo foi encontrado pela Brigada e Corpo de Bombeiros no açude, após o reforço de um helicóptero do Batalhão de Aviação e um barco a motor da Polícia Ambiental, mais cães farejadores do 4º Batalhão de Bombeiros de Santa Maria. À tarde, policiais localizaram o corpo de Gabriel. Familiares foram chamados para identificação e as equipes do Instituto Geral de Perícias (IGP) foram acionadas para identificação. Uma barreira foi montada e do lado de fora dela, profissionais de imprensa e populares acompanhavam à distância as movimentações no açude. 

No começo da noite, a Brigada Militar pediu a prisão dos três policiais envolvidos na ação que resultou na morte de Gabriel, conforme informado em coletiva de imprensa pelo corregedor-geral da BM, coronel Vladimir Luís Silva da Rosa. A prisão foi solicitada a fim de manter a melhor forma de controle das investigações, e também o pedido de apreensão dos celulares para verificar se houve troca de mensagens que ajudem na investigação. A BM afirma que aguarda a decisão da Justiça Militar sobre o pedido. Os três PMs estão afastados das funções. 

"O procedimento padrão era levar o cidadão a um local para avaliação médica, conduzir à delegacia e, se fosse o caso de deter, levar para uma casa prisional. A conduta dos PMs está em desconformidade com o que prevê a corporação", afirmou Rosa. A corporação também avalia a possibilidade de pedir o afastamento do comando da BM de São Gabriel. 

Várias evidências indicavam que os policiais tinham levado o jovem até o local, além de imagens de câmeras de monitoramento, a viatura teve o seu percurso registrado por GPS, onde o veículo tinha feito uma parada de 1 minuto e 50 segundos no local. Agora, aguarda-se as investigações.

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 19/08/2022 20h24
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com

Post a Comment

Com jeito, tudo pode ser dito das mais variadas formas. Solicitamos: leia a matéria antes de comentar. Colabore conosco para a difusão de ideias e pontos de vista em nível civilizado.