30ª Fenadoce - Garanta seu ingresso

Estarmed Assistencial - Um plano de saúde gabrielense para os gabrielenses

Sua formação não pode esperar - Ingresse na Urcamp!

Cotribá - Cooperativismo para a produtividade em São Gabriel e região

Inverno Peruzzo - Desfrute com todos os sentidos

Vem para a Unopar em São Gabriel!

Danilo Pires Assistência Técnica agora é Good Place, com o melhor em Apple

30ª Fenadoce - Garanta seu ingresso

anúncio prefeitura sg dengue

Super Engenho São Gabriel - Mais qualidade para sua família

Foco no Futuro com a Urcamp - inscrições para o vestibular de verão abertas!

São Gabriel Saneamento - o melhor está por vir, acredite

Estarmed Assistencial - Um plano de saúde gabrielense para os gabrielenses

Urbano Alimentos - colaborando para o crescimento de São Gabriel e região

Inverno Peruzzo - Desfrute com todos os sentidos

Ajude o Rio Grande do Sul neste momento difícil! O Sicredi está nessa!

Drª Sandra Regina Marçolla Weber - na VidaMed

26 março 2022

Policial militar condenado por morte de sem-terra morre em Porto Alegre

Policial militar Alexandre Curto dos Santos, que tinha sido condenado pela morte do sem-terra Elton Brum, morreu neste sábado em Porto Alegre (foto Catiana de Medeiros)

O ex-sargento da Brigada Militar Alexandre Curto dos Santos, que tinha sido condenado pela morte do sem-terra Elton Brum durante desocupação da antiga Fazenda Southall (hoje assentamento Conquista do Caiboaté) em São Gabriel no ano de 2009, foi encontrado morto na sua cela no Batalhão de Polícia de Guardas, em Porto Alegre neste sábado (26). Santos havia sido condenado a 12 anos de prisão pela morte do sem-terra, em 2017 e preso em 2021. A informação foi confirmada pelo colega Luciano Madeira, do jornal Folha do Sul, de Bagé.

O policial, que fazia parte do 6º Regimento de Polícia Montada de Bagé, estava preso no BPG em Porto Alegre cumprindo a sentença, após ser encontrado na cidade de Pelotas no ano passado. Ele tinha sido condenado por conta de ter matado o sem-terra com um tiro pelas costas e assumiu ser o autor dos disparos, mas alegou ter tido sua munição trocada de não-letal para letal na espingarda calibre 12 que utilizou na operação de reintegração de posse da área. 

Ele chegou a ser liberado enquanto respondia o processo mas foi condenado em 2017, em julgamento realizado em Porto Alegre. 

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 26/03/2022 14h17
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com
0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Com jeito, tudo pode ser dito das mais variadas formas. Solicitamos: leia a matéria antes de comentar. Colabore conosco para a difusão de ideias e pontos de vista em nível civilizado.