Luiz Carlos Dotto assumiu recentemente a presidência da CDL São Gabriel e falou das metas (foto Marcelo Ribeiro/portal Caderno7)

Na última semana, o empresário Luiz Carlos Venturini Dotto assumiu mais uma gestão à frente da Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL) e mesmo ainda tomando conhecimento da situação, o presidente salienta que irá manter e melhorar as realizações feitas pelo seu antecessor, João Custódio Moure (Juca). A principal ideia é a criação de um Centro Empresarial em parceria com a Associação Comercial e Industrial de São Gabriel (ACI). 

Dotto concedeu entrevista à reportagem do portal Caderno7, onde falou das metas e do que irá fazer inicialmente. "A pedido dos associados, retornamos cerca de quinze anos depois de nossa última gestão e daremos continuidade à gestão do presidente Juca, bem como melhorar as realizações e metas conquistadas", afirmou. Os objetivos iniciais são buscar a adesão dos empresários ao PSeg (que destina uma porcentagem do Imposto de Renda para a segurança pública, no caso a Brigada Militar), a luta pela permanência da Vara do Trabalho junto com a ACI e a criação de um Centro Empresarial. 

Nesta questão do Centro Empresarial, similar ao que existe em Rosário do Sul e Santiago, por exemplo, Dotto afirma que esta criação fortalecerá o empresariado local e também proporcionará a busca de recursos e programas de fortalecimento do comércio local. Ele também informou que o projeto "São Gabriel Mais Segura" será reforçado. "Estivemos em reunião com o Secretário Vitor (Teixeira, da Secretaria Municipal de Segurança e Cidadania), que informou a aquisição via licitação de mais 25 câmeras que vão reforçar o cinturão eletrônico da cidade e reforçando o programa que ajudou e muito a segurança pública no município, que terá sim continuidade", pontua.

Sobre a mobilização do comércio local, que vivencia um período de transição e possível recuperação econômica após dois anos de severas restrições, Dotto salienta que está em estudo uma campanha de incentivo, possivelmente com sorteio de prêmios. "Estamos estudando realizar algo com a ACI durante o ano, para que o comércio possa voltar a ser incentivado e fazer com que a comunidade compre no comércio local, em breve deveremos ter alguma definição", comentou.

Em relação ao ano eleitoral, visto que faltam menos de 200 dias para o primeiro turno, o presidente afirmou que a entidade está aberta para receber qualquer candidato que deseje expor suas plataformas e projetos à classe empresarial e economia gaúcha. "Estamos prontos para ouvir os candidatos independente de bandeira partidária que representem, como sempre tem ocorrido em todas as eleições, sejam locais ou gerais", explica.

Finalizando, Dotto salienta que a união entre CDL e ACI busca fortalecer o comércio local, que vivencia dificuldades devido à crise mundial gerada pela pandemia e pede confiança e parcerias. "Vamos passar por isso e sairmos mais fortes desta situação, juntos somos mais fortes, como diz nosso lema e estaremos dispostos a ouvir o empresariado e buscar novas parcerias, sem dúvida", finalizou. 

Confira o vídeo da entrevista:


Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 18/03/2022 10h35 
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com

Post a Comment

Com jeito, tudo pode ser dito das mais variadas formas. Solicitamos: leia a matéria antes de comentar. Colabore conosco para a difusão de ideias e pontos de vista em nível civilizado.