Provas estão mantidas e etapas seguintes do concurso da Brigada Militar serão realizadas; candidatos que compartilharam fotos e dados nas redes sociais serão desclassificados (foto divulgação)

A Brigada Militar do Rio Grande do Sul e a Fundação Universidade Empresa de Tecnologia e Ciências (Fundatec) se manifestaram sobre as denúncias de irregularidades que teriam ocorrido nas provas do Concurso Público para soldado da Brigada Militar, realizado neste domingo (30) e que as provas estão mantidas e as próximas etapas deverão ser cumpridas, sendo que os candidatos que postaram imagens nas redes sociais deverão ser desclassificados.

O concurso teve mais de 52 mil candidatos inscritos, e a prova objetiva foi aplicada no último domingo, dia 30, em 49 locais de prova, contando com mais de 5 mil fiscais de sala, 51 coordenadores e aproximadamente 200 profissionais de apoio. A Brigada informou que cobrou também esclarecimentos da Fundatec sobre estas questões.

"Toda execução contou com acompanhamento da própria Brigada Militar, com a presença de um Oficial em cada local de prova. Como costuma acontecer nos concursos públicos dessa magnitude, tão-logo finalizada a aplicação da prova, surgiram nas redes sociais comentários apontando supostas irregularidades, que de fato não aconteceram", informou a nota.

Mas segundo informações prestadas à imprensa, cerca de 50 candidatos fizeram estas postagens e serão desclassificados do concurso. "Em relação à divulgação de foto da grade de respostas, cumpre salientar que esse documento é colocado sobre as mesas antes mesmo dos candidatos entrarem, para que eles sentem nas posições determinadas, sem a possibilidade de “escolher” o lugar. A grade de respostas em branco, desacompanhada do caderno de prova, não indica qualquer irregularidade ou vazamento. Sua fotografia e postagem indica, isso sim, descumprimento de uma regra prevista no Edital de Abertura, de utilização irregular do celular, que acarretará na eliminação de quem a cometeu", afirmou a nota emitida pela assessoria de imprensa. 

A Fundatec reafirma que "tudo transcorreu dentro da normalidade, e não comentará ou se pautará por falsas denúncias publicadas em redes sociais, desacompanhadas de qualquer prova séria, idônea. Quem quiser fazer alguma denúncia deverá se identificar e mostrar a respectiva prova, para fins de apuração", finaliza a nota oficial. 

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 31/01/2022 18h09
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com

Post a Comment

Com jeito, tudo pode ser dito das mais variadas formas. Solicitamos: leia a matéria antes de comentar. Colabore conosco para a difusão de ideias e pontos de vista em nível civilizado.