Se a pandemia te atrapalhou, o REFIS te regulariza! Prefeitura de São Gabriel

Assine New Life Fibra - fibra óptica de qualidade para você!

Bariani Estética Automotiva - em novo endereço

www.peruzzo.com.br - Acesse, compre e receba em casa!

Painéis Solares A Elétrica - Energia Solar em até 120x

Urbano 60 anos - Parte da família da gente!

Faça seu cartão Cauzzo e tenha os melhores profissionais para sua saúde

Sicredi-Faz-Mais-setembro.gif

Use Odontologia em São Gabriel - saúde bucal para você e sua família

Anúncio Dra Ana Paula Ross

28 setembro 2021

São Gabriel sofre prejuízo com mortandade de abelhas

Cinco municípios registraram mortandade de abelhas neste final de semana, entre eles São Gabriel (foto Aldo Machado dos Santos)

Neste final de semana, produtores de cinco municípios, entre eles, São Gabriel, sofreram prejuízos com mortandade de abelhas em seus apiários. O Coordenador da Câmara Setorial de Apicultura e presidente da Cooapampa, Aldo Machado dos Santos estima que  a quantidade perdida possa chegar a 10 milhões em São Gabriel e nos municípios de Canguçu, Dom Pedrito, Encruzilhada e Rosário do Sul.

Ele próprio foi afetado. Em uma de suas áreas onde tem produção de mel, contabilizou até o momento cem colmeias afetadas. Amostras foram coletadas e há a suspeita de que a morte das abelhas tenha sido por causa do inseticida fipronil. Desde 2018, casos semelhantes vêm sendo registrados no Rio Grande do Sul, com laudos apontando a presença desse e de outros agrotóxicos.

Até setembro, a Secretaria da Agricultura contabilizava 24 ocorrências de mortandade de abelhas. Dessas, 19 tiveram amostras enviadas para análise laboratorial. E 11 deram positivo para a presença do fipronil. Nas outras cinco coletas, não foi possível encaminhar para exame porque a ferramenta que viabilizava isso chegou ao fim em julho. Era um acordo judicial firmado pelo Ministério Público do Estado. Agora, o órgão debate com a Agricultura, a indústria e a Federação da Agricultura do Estado novas formas de custeio das análises laboratoriais.

A Secretaria Estadual da Agricultura reforça que os apicultores devem continuar procurando a Secretaria, para que se determine a causa da morte. No ano passado, até setembro, 42 amostras haviam sido contabilizadas. Dessas, 37 deram positivo a presença de químicos, dos quais apenas em uma não era o fipronil. Santos, que também é coordenador da comissão de apicultura da Farsul e da Comissão Técnica da atividade na Confederação da Agricultura e Pecuária (CNA), observa que, desanimados, muitos produtores têm desistido de registrar a ocorrência.

O problema no caso desse inseticida está quando é feita a aplicação foliar, quando o recomendado é o uso para tratamento da semente. O inseticida é usado para matar insetos que atacariam os grãos, mas que vem causando a morte de abelhas pelo Estado. 

Reportagem: Marcelo Ribeiro, com informações de GauchaZH 
Data: 28/09/2021 17h28 
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Com jeito, tudo pode ser dito das mais variadas formas. Solicitamos: leia a matéria antes de comentar. Colabore conosco para a difusão de ideias e pontos de vista em nível civilizado.