30ª Fenadoce - Garanta seu ingresso

Estarmed Assistencial - Um plano de saúde gabrielense para os gabrielenses

Sua formação não pode esperar - Ingresse na Urcamp!

Cotribá - Cooperativismo para a produtividade em São Gabriel e região

Inverno Peruzzo - Desfrute com todos os sentidos

Vem para a Unopar em São Gabriel!

Danilo Pires Assistência Técnica agora é Good Place, com o melhor em Apple

30ª Fenadoce - Garanta seu ingresso

anúncio prefeitura sg dengue

Super Engenho São Gabriel - Mais qualidade para sua família

Foco no Futuro com a Urcamp - inscrições para o vestibular de verão abertas!

São Gabriel Saneamento - o melhor está por vir, acredite

Estarmed Assistencial - Um plano de saúde gabrielense para os gabrielenses

Urbano Alimentos - colaborando para o crescimento de São Gabriel e região

Inverno Peruzzo - Desfrute com todos os sentidos

Ajude o Rio Grande do Sul neste momento difícil! O Sicredi está nessa!

Drª Sandra Regina Marçolla Weber - na VidaMed

11 agosto 2021

Veja como deputados gaúchos votaram na PEC do voto impresso

Proposta que pedia a adoção do chamado voto impresso foi rejeitada na Câmara dos Deputados na noite de terça (foto TSE/divulgação)

A Câmara dos Deputados rejeitou a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que visava adotar para as próximas eleições no Brasil o chamado "voto impresso auditável", defendido pelo presidente da República Jair Bolsonaro. Dos deputados gaúchos, 20 votaram a favor e 7 contra, sendo quatro ausentes.

Muitos deles com votos no município, votaram sim a favor do voto impresso, como por exemplo, Giovani Cherini (PL), Pompeo de Mattos (PDT), entre outros. Entre os que votaram não e que tem votação no município, estiveram por exemplo Afonso Motta (PDT) e Paulo Pimenta (PT). 

Na Câmara a proposta não poderá mais ser analisada. Deputados da base governista alertaram que vão tentar iniciativa semelhante junto ao Senado, mas a tendência é de que a proposta não tenha andamento. Bandeira do presidente Bolsonaro, a proposta tinha por objetivo adotar um sistema em que imprime o voto no momento do registro da urna eletrônica e obrigatoriamente implantava a contagem manual, para verificar se a soma bateria com o sistema eletrônico, o que poderia dar margem à fraudes. 

Confira a lista dos parlamentares que votaram na questão do voto impresso, conhecido como "voto impresso auditável":

A favor (sim)
Alceu Moreira (MDB)
Bibo Nunes (PSL)
Carlos Gomes (Republicanos)
Daniel Trzeciak (PSDB)
Giovani Cherini (PL)
Giovani Feltes (MDB)
Heitor Schuch (PSB)
Jerônimo Goergen (PP)
Liziane Bayer (PSB)
Lucas Redecker (PSDB)
Marcel van Hattem (Novo)
Marcelo Brum (PSL)
Marcelo Moraes (PTB)
Márcio Biolchi (MDB)
Marlon Santos (PDT)
Maurício Dziedricki (PTB)
Osmar Terra (MDB)
Paulo Vicente Caleffi (PSD)
Pompeo de Mattos (PDT)
Sanderson (PSL)

Contrários (não)
Afonso Motta (PDT)
Bohn Gass (PT)
Fernanda Melchionna (PSOL)
Henrique Fontana (PT)
Marcon (PT)
Nereu Crispim (PSL)
Paulo Pimenta (PT)

Deputados ausentes
Afonso Hamm (PP)
Covatti Filho (PP)
Maria do Rosário (PT)
Pedro Westphalen (PP)

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 11/08/2021 09h14 
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com
0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Com jeito, tudo pode ser dito das mais variadas formas. Solicitamos: leia a matéria antes de comentar. Colabore conosco para a difusão de ideias e pontos de vista em nível civilizado.