30ª Fenadoce - Garanta seu ingresso

Estarmed Assistencial - Um plano de saúde gabrielense para os gabrielenses

Sua formação não pode esperar - Ingresse na Urcamp!

Cotribá - Cooperativismo para a produtividade em São Gabriel e região

Inverno Peruzzo - Desfrute com todos os sentidos

Vem para a Unopar em São Gabriel!

Danilo Pires Assistência Técnica agora é Good Place, com o melhor em Apple

30ª Fenadoce - Garanta seu ingresso

anúncio prefeitura sg dengue

Super Engenho São Gabriel - Mais qualidade para sua família

Foco no Futuro com a Urcamp - inscrições para o vestibular de verão abertas!

São Gabriel Saneamento - o melhor está por vir, acredite

Estarmed Assistencial - Um plano de saúde gabrielense para os gabrielenses

Urbano Alimentos - colaborando para o crescimento de São Gabriel e região

Inverno Peruzzo - Desfrute com todos os sentidos

Ajude o Rio Grande do Sul neste momento difícil! O Sicredi está nessa!

Drª Sandra Regina Marçolla Weber - na VidaMed

31 agosto 2021

Prepare-se: Governo vai aumentar tarifa de energia elétrica

Nova bandeira "de escassez hídrica" entra em vigor com 50% a mais do que bandeira vermelha 2, a partir desta quarta, 1º de setembro (foto Freepik)

Nesta terça-feira (31), o Governo Federal anunciou tarifa extra de R$ 14,20 a cada 100 kW/h consumidos na conta de luz. Executivo alega que o aumento é necessário em razão da escassez hídrica. Valor é quase 50% maior que o cobrado atualmente pela bandeira vermelha 2, que é R$ 9,49, e terá vigência de amanhã até 30 de abril de 2022. 

Essa medida substitui a tarifa de bandeira vermelha 2 e pode representar um aumento de até 7% nas contas de energia elétrica. O Ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, pediu aos brasileiros que "tenham consciência e possam poupar energia", mas não respondeu se há risco de apagões até o final do ano. 

O Ministério de Minas e Energia (MME) também anunciou um programa para incentivar a redução voluntária de consumo de eletricidade para os clientes residenciais e os pequenos comércios (que são atendidos pelas distribuidoras nas cidades e não podem comprar energia no mercado livre) por meio de descontos nas contas. Mas o pagamento desse bônus só será feito nas faturas de janeiro de 2022. 

Os cidadãos de baixa renda que atualmente aderem à tarifa social não serão afetados pelas novas regras da bandeira, sendo mantido o valor atual. A medida valerá de 1º de setembro a 30 de abril de 2022.

Reportagem: Marcelo Ribeiro
Data: 31/08/2021 20h48 
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com
0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Com jeito, tudo pode ser dito das mais variadas formas. Solicitamos: leia a matéria antes de comentar. Colabore conosco para a difusão de ideias e pontos de vista em nível civilizado.