Se a pandemia te atrapalhou, o REFIS te regulariza! Prefeitura de São Gabriel

Assine New Life Fibra - fibra óptica de qualidade para você!

Bariani Estética Automotiva - em novo endereço

www.peruzzo.com.br - Acesse, compre e receba em casa!

Painéis Solares A Elétrica - Energia Solar em até 120x

Urbano 60 anos - Parte da família da gente!

Faça seu cartão Cauzzo e tenha os melhores profissionais para sua saúde

Sicredi-Faz-Mais-setembro.gif

Use Odontologia em São Gabriel - saúde bucal para você e sua família

Anúncio Dra Ana Paula Ross

04 junho 2021

Morre a cantora Berenice Azambuja

Cantora Berenice Azambuja morreu nesta madrugada aos 69 anos, em Passo Fundo; artista se apresentou várias vezes em São Gabriel e antes da pandemia, veio três vezes no Querência Xucra (foto arquivo C7)

O tradicionalismo gaúcho perdeu uma de suas maiores expoentes e conhecida dos gabrielenses. Morreu aos 69 anos a cantora Berenice Azambuja, após parada cardíaca no Hospital São Vicente de Paulo, onde estava hospitalizada para tratamento de um câncer no pâncreas. Antes da pandemia, Berê, como era conhecida, era presença constante em São Gabriel, em bailes no CTG Querência Xucra.

Nascida em Porto Alegre, Berenice da  Conceição Azambuja era filha de pai músico e mãe artista de circo. Ainda criança, na década de 60, apresentou-se no programa de auditório Clube do Guri, da Rádio Farroupilha, acompanhando Elis Regina no acordeão (instrumento que aprendeu a tocar com a tia). 

Entre 17 discos gravados ao longo da carreira, o de 1980, intitulado Romance de Terra e Pampa, trazia aquele que se tornou o maior sucesso da cantora: "É Disto Que o Velho Gosta", composta em parceria com Gildo Campos além de várias músicas populares e alegres que retratam a vida simples do gaúcho.

Em abril, a cantora esteve hospitalizada na cidade de Tapejara por causa do coronavírus e tinha se recuperado, inclusive saiu do hospital cantando seu grande sucesso "É disso que o velho gosta" e tocando sua gaita. 

Berenice esteve várias vezes em São Gabriel e nos últimos anos, bastante frequentemente em eventos realizados pelo CTG Querência Xucra, na gestão do patrão Airton Cocco (Chocolate), que lamentou a perda da artista. Ela se apresentou em bailes do Dia dos Pais de 2018, das Mães de 2019 e o 2º Reveillon Gaudério, sua última apresentação na Terra dos Marechais antes da pandemia. O patrão ressaltou a simpatia da artista, que seguia fazendo shows enquanto tratava a saúde.

"Perdemos a rainha da música, uma pessoa de simplicidade e humildade que vai deixar um vazio muito grande. Ela tinha uma força tão grande para viver que não deixava transparecer o problema que tinha. Sua saída que ela sai cantando e tocando gaita do hospital após ter se curado da covid, demonstra isso", lamentou Cocco. 

As despedidas acontecem no Cemitério da Vila Lângaro, em Passo Fundo, e o sepultamento está previsto para às 17h. Veja vídeo da última apresentação dela em São Gabriel, no 2º Reveillon Gaudério, em 2019:


Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 04/05/2021 08h36 
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Com jeito, tudo pode ser dito das mais variadas formas. Solicitamos: leia a matéria antes de comentar. Colabore conosco para a difusão de ideias e pontos de vista em nível civilizado.