Esquenta EAD Urcamp - A condição que vai aquecer sua carreira! CLIQUE AQUI!

Páscoa Peruzzo - Recheada de ofertas para você

Painéis Solares A Elétrica - Energia Solar em até 120x

Urbano 60 anos - Parte da família da gente!

Clínica Imuniza - Muito mais do que vacinar, cuidar do seu bem estar - CLIQUE AQUI E SAIBA MAIS

Faça seu cartão Cauzzo e tenha os melhores profissionais para sua saúde

Faça seu Plano Safra com o Sicredi

Use Odontologia em São Gabriel - saúde bucal para você e sua família

Anúncio Dra Ana Paula Ross

17 abril 2021

Professores entregam manifesto para voltar às aulas só depois da vacina em São Gabriel

Professores entregaram manifesto onde pedem retomada das aulas somente depois de todos vacinados; Prefeito anuncia que apóia manifestação de entidades e que aulas presenciais só serão retomadas depois de vacinação (foto divulgação/PMSG)

Entidades representativas da educação e dos professores em São Gabriel entregaram um manifesto ao Prefeito Rossano Gonçalves na manhã desta sexta-feira (16), defendendo a retomada das aulas nas redes muncipal, estadual e particular somente após a vacinação. O Prefeito afirmou que apóia o manifesto e que só retomará as aulas depois de todos vacinados - professores e funcionários. 

O documento, assinado pelo diretor do 41º Núcleo do Cpers/Sindicato Pedro Moacir Moreira, a presidente da Associação de Professores Municipais de São Gabriel Ana Maria de Oliveira e a presidente do Conselho Municipal de Educação (CME/SG), Larissa Catarina Gräff de Mello, representada na reunião pela vice-presidente do Conselho, Maris Motta, pede apoio  junto a deputados federais para que as aulas presenciais retornem apenas após a vacinação do quadro de profissionais das instituições escolares. 

Um projeto de lei, que deve ser votado no Congresso Nacional em regime de urgência nos próximos dias, propõe declarar as escolas públicas e privadas como serviço essencial, para precipitar o retorno imediato das escolas públicas e particulares. “Pedimos que o prefeito busque o apoio dos deputados que conhece, sabemos da posição que ele tem defendido, e esperamos que a defesa da vida e da saúde pública sempre prevaleça nas definições de Brasília”, assinalou Pedro Moreira, que destaca que a categoria não quer "furar fila" de forma alguma na imunização. 

O prefeito reiterou que segue as observações do COE-E Municipal (Comitê de Operação em Emergência Covid-19 da Educação), cujo parecer técnico desaconselha o retorno às aulas presenciais antes da imunização do quadro funcional. “Não se trata somente de vacinar os professores. Há também os servidores das escolas, e é bom lembrar que muitos professores dão aula em escolas tanto estaduais quanto municipais e até particulares. Iniciar as aulas sem a imunização deste quadro, a nosso ver, é uma temeridade", assinalou.

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 17/04/2021 12h32
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Com jeito, tudo pode ser dito das mais variadas formas. Solicitamos: leia a matéria antes de comentar. Colabore conosco para a difusão de ideias e pontos de vista em nível civilizado.