02 março 2021

Vila Nova do Sul: Prefeito Sérgio anuncia que município participará de compra de vacinas

Sérgio Coradini anunciou que a Prefeitura de Vila Nova do Sul participará de grupo que vai estudar aquisição de vacinas contra a covid-19 pelos municípios (foto arquivo pessoal)

O Prefeito de Vila Nova do Sul, Sérgio Coradini, anunciou que o município participará do grupo formado pela Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs), associações municipais e a Associação Gaúcha de Consórcios Públicos (Ageconp) para formar uma Comissão de Trabalho para que as Prefeituras possam comprar vacinas contra Covid-19 por meio dos Consórcios.

Sérgio salientou que a Prefeitura participará dos estudos para se habilitar à compra das doses de vacina com os consórcios. "Estamos comprometidos em tirar nossos municípios do mapa do Coronavírus e esperamos em breve alcançar esse objetivo. Mas não esqueçam de tomar todos os cuidados para combatermos o vírus que ainda nos assombra! Juntos vamos sair dessa", afirmou no Facebook.

Conforme o presidente da Famurs, Maneco Hassen, a criação do grupo vai possibilitar uma unidade de negociação entre Famurs, Granpal e todos os Consórcios Públicos do RS para o estabelecimento de um modelo jurídico de negociação e aquisição das vacinas. “Pela complexidade de aquisição das vacinas, a Famurs, a Granpal e todos os Consórcios Públicos vão criar nesta segunda-feira dentro desta comissão um formato único para a aquisição das vacinas. Nosso movimento de união serve para pressionarmos também o governo federal pela agilização na logística de compra e distribuição das vacinas. Já tenho me manifestado ao governador Eduardo Leite, que o governo do RS deve cobrar de forma mais firme o governo federal, ressaltou o presidente da Famurs. 

Todos os Consórcios Públicos presentes no encontro aderiram ao novo grupo de trabalho liderado pela Famurs. A prefeita de Santa Cruz do Sul e presidente do Consórcio Intermunicipal de Serviços do Vale do Rio Pardo (Cisvale), Helena Hermany destacou que a compra coletiva da vacina com os demais consórcios diminui o valor das unidades, fato que ocorreu em 2020 com os kits de teste rápido. “É um movimento de união importante. Também precisamos vacinar os professores com urgência para termos segurança na retomada das aulas”. 

As negociações avançaram a partir da decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que autorizou estados e municípios a comprarem e distribuírem vacinas contra a a Covid-19. Essa permissão valerá caso o governo federal não cumpra o Plano Nacional de Imunização, ou caso as doses previstas no documento sejam insuficientes.

Participaram da reunião liderada pela Famurs os Consórcios Granpal, COPES (Extremo Sul), CISGA, Litoral Norte, CI JACUÍ, Grande Sarandi Saúde, Centro-Sul, Vale do Rio Taquari, CONSIN, Ciga Carbonífera, Comaja, Cisa Ijuí, CISVALE, Cimau Rodeio Bonito, Cois São Luiz, Circ, Cideja, Cirenor, Consisa e Associação Gaúcha de Consórcios Públicos (Ageconp).

A Comissão de Trabalho será formada pela Famurs e pelos Consórcios Granpal, CIGRES, CISA, CIGA, Centro-Sul, Consórcio Público Litoral Norte, CI/Jacuí, CONS.INT. de Saúde do Grande Sarandi, Consórcio do Vale do Rio Taquari, COIS, CONSIM, CIMAU, CIS-Caí (Vale do Rio Caí), COMAJA, CISVALE, CI/Centro, Cirau, Copes, Cofron, Pro Sinos, Cideja, Cons.Int. Des. Sustentável Caminho das Origens, CIRENOR, CISGA, CIRC e Associação Gaúcha de Consórcios Públicos (Ageconp).

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 02/03/2021 17h30 
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Com jeito, tudo pode ser dito das mais variadas formas. Solicitamos: leia a matéria antes de comentar. Colabore conosco para a difusão de ideias e pontos de vista em nível civilizado.