26 março 2021

Butantan anuncia criação de vacina própria contra covid-19

Butantan anunciou oficialmente a criação de nova vacina contra a covid-19, a Butanvac e pedido para testes será feito nesta sexta-feira (foto Governo de SP)

O Instituto Butantan anunciou a criação da Butanvac, nova candidata a vacina contra a Covid-19, e disse que pedirá autorização à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) ainda nesta sexta-feira (26) para iniciar os estudos clínicos em voluntários.

A expectativa do Instituto é a de que, uma vez obtida a autorização, os testes possam ser realizados já em abril, se a Anvisa autorizar. A fabricação deverá iniciar em maio e 40 milhões de doses deverão estar disponíveis a partir de julho, mas dependem de aval também da Anvisa para serem usadas.

A tecnologia é a mesma da vacina da gripe e já leva em conta a variante brasileira, a P1, e a promessa é a de que a vacina produza uma resposta imune maior que as vacinas atuais. Segundo o presidente do Instituto, Dimas Covas, a Butanvac começou a ser produzida há exatamente um ano, em 26 de março de 2020. O imunizante foi desenvolvido com matéria-prima brasileira e a mesma tecnologia usada na vacina da gripe.

A vacina foi produzida em ovos e se utiliza da estrutura básica de um vírus que infecta aves. O vírus é modificado geneticamente e desenvolve a proteína S, que o coronavírus usa para infectar as células humanas.

Dimas Covas defendeu que o desenvolvimento já levou em conta a variante brasileira, P1, e que o imunizante demonstrou oferecer uma resposta imune maior do que as vacinas atuais. Segundo Dimas Covas, a Butanvac começou a ser produzida há exatamente um ano, em 26 de março de 2020. O imunizante foi desenvolvido com matéria-prima brasileira e a mesma tecnologia usada na vacina da gripe.

A vacina foi produzida em ovos e se utiliza da estrutura básica de um vírus que infecta aves. O vírus é modificado geneticamente e desenvolve a proteína S, que o coronavírus usa para infectar as células humanas.

Dimas Covas defendeu que o desenvolvimento já levou em conta a variante brasileira, P1, e que o imunizante demonstrou oferecer uma resposta imune maior do que as vacinas atuais. A Butanvac também será testada no Vietnã e na Tailândia.

O Instituto é responsável pela etapa final de produção da CoronaVac, desenvolvida em parceria com a chinesa Sinovac. A nova vacina não afetará o cronograma da CoronaVac, por serem de laboratórios diferentes. 

Reportagem: Marcelo Ribeiro, com informações do G1 
Data: 26/03/2021 12h08
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Com jeito, tudo pode ser dito das mais variadas formas. Solicitamos: leia a matéria antes de comentar. Colabore conosco para a difusão de ideias e pontos de vista em nível civilizado.