15 março 2021

Bugio é removido do Pedroso para local seguro

Bugio que vivia no antigo balneário do Pedroso foi translocado para a localidade de Faxinal, no Catuçaba, com sucesso, no dia 5 de março (foto divulgação)

No dia 5 de março, uma operação de proteção ambiental foi concretizada de forma bem-sucedida para dar um novo habitat a um ser vivo que gerou muita discussão na comunidade. O bugio-ruivo que estava no antigo Balneário do Pedroso, agora está vivendo em uma mata ciliar da Fazenda Boqueirão, na localidade de Faxinal (Catuçaba). 

A operação foi realizada entre a Prefeitura em parceria com a ONG Patinhas & Focinhos, Patrulha Ambiental da Brigada Militar, Universidade Federal do Pampa, Universidade Federal de Santa Maria, Incra e outros órgãos, desde o mês de fevereiro, para proteger o bugio após incidentes com banhistas no Pedroso. Inicialmente, foram colocadas placas de alerta no local. O que não impediu discussões nas redes sociais entre os que defenderam e criticaram, achando que o bicho era o problema. 

Com a autorização do Centro de Primatas Brasileiros (ICMBio) e do Setor de Fauna do Estado do Rio Grande do Sul foi criada uma operação composta por voluntários como os biólogos Vanessa Fortes e Tiago dos Santos; a veterinária Laurete Murer; ativistas do Grupo Patinhas & Focinhos; membros da Polícia Ambiental e participação da Secretaria Municipal de Serviços Urbanos, para realizar o processo chamado de translocação.

A operação para remover o animal para outra mata mais afastada, foi precedida de parecer de uma bióloga da UFSM, além da participação técnica da veterinária Adriana Pereira, da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Rural, e do professor Thiago Gomes dos Santos, da Universidade Federal do Pampa. “Felizmente essa operação foi executada com sucesso, evitando riscos para a comunidade e para o próprio animal”, ressalta a sargento Nair Jacobsen, da Patrulha Ambiental da Brigada Militar.

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 15/03/2021 14h54
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Com jeito, tudo pode ser dito das mais variadas formas. Solicitamos: leia a matéria antes de comentar. Colabore conosco para a difusão de ideias e pontos de vista em nível civilizado.