28 fevereiro 2021

Primeiro dia de comércio fechado em São Gabriel tem ruas vazias

Comércio ficou fechado no primeiro dia de vigência da bandeira preta em todo o Estado e São Gabriel não foi diferente

O primeiro dia de fechamento do comércio em virtude da bandeira preta determinada pelo Governo do Estado para conter o avanço da pandemia de covid-19 teve cumprimento das normas nas ruas de São Gabriel, com a compreensão da gravidade da situação, neste sábado (27). O comércio não-essencial terá de ficar fechado até 7 de março, no próximo domingo, em princípio.

A sensação é de que a cidade estava vazia na manhã de sábado. Movimento somente no comércio essencial, que inclui farmácias, supermercados, locais de venda de alimentos e demais relacionados. Restaurantes, lanchonetes e pizzarias, entre outros, podem vender por delivery e telentrega. 

Movimento foi diminuto em comparação aos chamados dias "normais" na região Central

Alguns questionamentos surgiram sobre lojas, mas algumas delas tem alimentos ou materiais de construção no seu mix de produtos, o que está dentro dos decretos, mas com orientações sanitárias e limitações sendo cumpridas. A fiscalização está integrada e percorrendo as ruas da cidade, coibindo aglomerações, principalmente no período da noite. Veja o que vai funcionar até o dia 8 de março:

O QUE FECHA:
Todo comércio varejista ou atacadista não-essencial, comércio de vestuário, bebidas, restaurantes, lancherias e bares, carros-lanche, floriculturas, petshop, etc, podendo atuar somente com tele-entrega. Não é permitido atendimento na porta.
Escolas de Ensino Infantil, Fundamental, Médio ou Superior, Públicas ou Particulares, somente por ensino remoto, incluindo professores particulares;
Academias de ginástica, cabeleireiros e outros serviços estéticos;
Quadras poliesportivas, 

O QUE FUNCIONA:
Serviços de saúde e hospitalares, fisioterapia, clínicas, serviços veterinários, funerárias, restaurantes em leito de rodovias, hotelaria e similares, com força de trabalho reduzida, podem exceder o horário das 20 horas;
Mercados, Padarias, feiras e outros serviços de venda de alimentícios podem funcionar até as 20 horas;
Empresas de venda de material de construção, postos de combustíveis, e empresas de manutenção e reparo de veículos, podem funcionar com até uma pessoa a cada 8 m2, até as 20 horas;
Escritórios de advocacia ou contabilidade, com restrição de público;
Bancos e correspondentes bancários (lotéricas), podem funcionar até as 20 horas, somente com agendamento;
Igrejas, Centros Espiritas, Centros religiosos de matriz africana, podem realizar reuniões até as 20 horas, com até 10% do limite de ocupação ou número máximo de 30 pessoas;
Indústrias poderão operar com até 100% da força de trabalho regular, desde que observando os protocolos de distanciamento.

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 28/02/2021 12h17
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Com jeito, tudo pode ser dito das mais variadas formas. Solicitamos: leia a matéria antes de comentar. Colabore conosco para a difusão de ideias e pontos de vista em nível civilizado.