Táxi Cristiano 24h - Sua opção de transporte pessoal em São Gabriel

Estarmed Assistencial - Um plano de saúde gabrielense para os gabrielenses

Sua formação não pode esperar - Ingresse na Urcamp!

Cotribá - Cooperativismo para a produtividade em São Gabriel e região

Aproveite a Temporada Verão 2024 Peruzzo!

Vem para a Unopar em São Gabriel!

Danilo Pires Assistência Técnica agora é Good Place, com o melhor em Apple

Curso Sargento Anderson - campeão de aprovações em São Gabriel e região

anúncio prefeitura sg dengue

Super Engenho São Gabriel - Mais qualidade para sua família

Foco no Futuro com a Urcamp - inscrições para o vestibular de verão abertas!

São Gabriel Saneamento - o melhor está por vir, acredite

Estarmed Assistencial - Um plano de saúde gabrielense para os gabrielenses

Urbano Alimentos - colaborando para o crescimento de São Gabriel e região

Aproveite a Temporada Verão 2024 Peruzzo!

Ajude o Rio Grande do Sul neste momento difícil! O Sicredi está nessa!

Drª Sandra Regina Marçolla Weber - na VidaMed

04 novembro 2020

Alimentos da Cesta Básica pesam no bolso do gabrielense

Cesta básica chegou a ter variação de 12% em São Gabriel, entre maio e outubro deste ano (foto ilustrativa)

A Urcamp Campus São Gabriel, por meio de um Projeto Integrador, no qual trabalha Ensino, Pesquisa e Extensão, coordenado pela Professora Rossana do Canto e um grupo de estudantes Ana Julia Santiago, Patrick Ribeiro, Tamires da Silve e Waleska Gonçalves do curso de Administração, iniciou ainda no mês de maio  a coleta de dados para calcular o custo da cesta básica em São Gabriel. Para a realização do estudo, foi utilizada a metodologia indicada pelo DIEESE, os itens que compõem a Cesta Básica e quantidades estipuladas para a pesquisa estão definidos no Decreto Lei 399.  O período de coleta dos dados compreende os meses de maio/20 a outubro/20 em quatro supermercados da cidade escolhidos pelo porte e acessibilidade. 

Em meio a pandemia ocasionada pelo coronavírus, o aumento dos preços em itens básicos de alimentação vem pesando no bolso das famílias de São Gabriel. O custo total da cesta básica no mês de outubro/2020, consumiu 34,64% do Salário mínimo nacional vigente (R$1.045,00). Fica evidenciada, a redução do poder de compra das famílias, para o atendimento às demais necessidades. Os principais produtos responsáveis pela variação nos preços, entre o período entre Maio e Outubro de 2020 foram os seguintes, óleo de soja (101,54%),  arroz (55,93%), tomate (42,21%), margarina (27,06%), café (23,52%), feijão (15,62%), carne (7,15%) e leite (7,14%). Já a batata (-10,19%), farinha (-2,49%) consequentemente o pão francês (-1,55%) e o açúcar (-0,56%) foram itens que sofreram queda. 

"Não existe um único fator, mas um conjunto deles, para explicar a alta recente dos preços dos alimentos. Entre os diversos fatores, certamente pode-se considerar, o crescimento da demanda por alimentos, as pessoas com a pandemia estão mais em casa e cozinham mais, o auxílio emergencial também contribuiu para o aumento do consumo por alimentos básicos, a utilização de cereais na fabricação de combustíveis, quebra da safra provocadas pelo clima e entressafra, que gera escassez de alguns produtos, desvalorização do real,  que favorece as exportações e reduz a oferta interna dos produtos", salienta Rossana do Canto. 

Acompanhe a variação dos preços no quadro abaixo:


Reportagem: Urcamp/Divulgação
Data: 04/11/2020 10h22
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com
0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Com jeito, tudo pode ser dito das mais variadas formas. Solicitamos: leia a matéria antes de comentar. Colabore conosco para a difusão de ideias e pontos de vista em nível civilizado.