04 novembro 2020

Alimentos da Cesta Básica pesam no bolso do gabrielense

Cesta básica chegou a ter variação de 12% em São Gabriel, entre maio e outubro deste ano (foto ilustrativa)

A Urcamp Campus São Gabriel, por meio de um Projeto Integrador, no qual trabalha Ensino, Pesquisa e Extensão, coordenado pela Professora Rossana do Canto e um grupo de estudantes Ana Julia Santiago, Patrick Ribeiro, Tamires da Silve e Waleska Gonçalves do curso de Administração, iniciou ainda no mês de maio  a coleta de dados para calcular o custo da cesta básica em São Gabriel. Para a realização do estudo, foi utilizada a metodologia indicada pelo DIEESE, os itens que compõem a Cesta Básica e quantidades estipuladas para a pesquisa estão definidos no Decreto Lei 399.  O período de coleta dos dados compreende os meses de maio/20 a outubro/20 em quatro supermercados da cidade escolhidos pelo porte e acessibilidade. 

Em meio a pandemia ocasionada pelo coronavírus, o aumento dos preços em itens básicos de alimentação vem pesando no bolso das famílias de São Gabriel. O custo total da cesta básica no mês de outubro/2020, consumiu 34,64% do Salário mínimo nacional vigente (R$1.045,00). Fica evidenciada, a redução do poder de compra das famílias, para o atendimento às demais necessidades. Os principais produtos responsáveis pela variação nos preços, entre o período entre Maio e Outubro de 2020 foram os seguintes, óleo de soja (101,54%),  arroz (55,93%), tomate (42,21%), margarina (27,06%), café (23,52%), feijão (15,62%), carne (7,15%) e leite (7,14%). Já a batata (-10,19%), farinha (-2,49%) consequentemente o pão francês (-1,55%) e o açúcar (-0,56%) foram itens que sofreram queda. 

"Não existe um único fator, mas um conjunto deles, para explicar a alta recente dos preços dos alimentos. Entre os diversos fatores, certamente pode-se considerar, o crescimento da demanda por alimentos, as pessoas com a pandemia estão mais em casa e cozinham mais, o auxílio emergencial também contribuiu para o aumento do consumo por alimentos básicos, a utilização de cereais na fabricação de combustíveis, quebra da safra provocadas pelo clima e entressafra, que gera escassez de alguns produtos, desvalorização do real,  que favorece as exportações e reduz a oferta interna dos produtos", salienta Rossana do Canto. 

Acompanhe a variação dos preços no quadro abaixo:


Reportagem: Urcamp/Divulgação
Data: 04/11/2020 10h22
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui, mas deixamos claro uma coisa. Não vamos tolerar bandalheiras e bagunça no blog, por que somos favoráveis ao debate, mas com respeito e educação:
- Identifique-se na hora de postar o comentário;
- Ofensas e xingamentos contra outras pessoas ou à direção do blog, não serão tolerados, além de ser passíveis de ações judiciais, com identificação dos responsáveis;
- Ao escrever, pense que o blog é seu. E que você pode ser acionado judicialmente pelos comentários;
- Não "ponha palavras" na boca dos outros, por que não vai passar;
- Quer deixar endereços web, use o cadastro na hora de comentar;
- CAIXA ALTA, erros de português ou outros semelhantes, nem pensar! Aqui não é local de gente que não está preparada para dar opinião, muito menos bagunceiros ou arruaceiros.
- O comentário tem que ser relacionado a postagem, do contrário, não será considerado.
- Denúncias de qualquer natureza, tem que ser feitas diretamente às autoridades, com a Brigada Militar pelo 190 e a Polícia Civil pelo 3232-6166.