23 junho 2020

Morre padre Álvaro Nazaré, que passou por São Gabriel nos anos 70

Padre indiano que passou por São Gabriel nos anos 70 faleceu no último dia 20, em Bombaim, onde estava morando (foto Arquidiocese de Bombaim/divulgação)
Morreu no último dia 20 de junho em Bombaim (Mumbai, na Índia), o Padre Álvaro Nazaré, aos 87 anos, que passou por São Gabriel nos anos 70. Ele atuou muito tempo na Diocese de Bagé e era natural da Índia, onde seguiu o sacerdócio por influência de dois irmãos. A informação foi do professor José Fernando dos Santos.

Por 37 anos, permaneceu no Brasil como missionário e quando retornou à Índia, passou a atuar como diretor espiritual do Senatus da Legião de Maria. Ele estava na Paróquia de Nossa Senhora do Monte Carmelo, em Bandra, onde passou os últimos anos de sua aposentadoria. Mesmo distante, deixou muitas amizades na Diocese de Bagé, onde fiéis pelas redes sociais lembraram histórias e lamentaram a perda do religioso. 

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 23/06/2020 10h33 
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui, mas deixamos claro uma coisa. Não vamos tolerar bandalheiras e bagunça no blog, por que somos favoráveis ao debate, mas com respeito e educação:
- Identifique-se na hora de postar o comentário;
- Ofensas e xingamentos contra outras pessoas ou à direção do blog, não serão tolerados, além de ser passíveis de ações judiciais, com identificação dos responsáveis;
- Ao escrever, pense que o blog é seu. E que você pode ser acionado judicialmente pelos comentários;
- Não "ponha palavras" na boca dos outros, por que não vai passar;
- Quer deixar endereços web, use o cadastro na hora de comentar;
- CAIXA ALTA, erros de português ou outros semelhantes, nem pensar! Aqui não é local de gente que não está preparada para dar opinião, muito menos bagunceiros ou arruaceiros.
- O comentário tem que ser relacionado a postagem, do contrário, não será considerado.
- Denúncias de qualquer natureza, tem que ser feitas diretamente às autoridades, com a Brigada Militar pelo 190 e a Polícia Civil pelo 3232-6166.