24 abril 2020

Ministro da Justiça pede demissão

Ministro da Justiça e Segurança, Sérgio Moro, pediu demissão do cargo na manhã desta sexta (foto Marcelo Camargo/Agência Brasil)
O Ministro da Justiça, Sérgio Moro, anunciou sua demissão do Governo Jair Bolsonaro na manhã desta sexta-feira (24). O estopim da sua saída foi a exoneração do Diretor-Geral da Polícia Federal, Maurício Valeixo, o que sinalizou uma interferência política na PF. Ele concedeu uma coletiva às 11h na sede do Ministério.



Moro afirmou que o Presidente Jair Bolsonaro queria interferir no comando da PF, além de que a prometida "carta branca" para agir foi retirada durante sua gestão. Ações no Supremo Tribunal Federal podem ter influenciado para isso também, com investigações sobre as fake news que podem atingir pessoas ligadas ao chamado "gabinete do ódio" e de quem financiou manifestações antidemocráticas que pediam a volta da ditadura no País.


O Ministro enfatizou essas graves acusações durante sua coletiva, que durou 40 minutos e estremece as paredes do Poder em Brasília. Sérgio Moro foi nomeado Ministro da Justiça por Jair Bolsonaro e ficou conhecido após ser o juiz da Operação Lava-Jato. 

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 24/04/2020 12h17 
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Com jeito, tudo pode ser dito das mais variadas formas. Solicitamos: leia a matéria antes de comentar. Colabore conosco para a difusão de ideias e pontos de vista em nível civilizado.