Caderno7 - O site de notícias da Metade Sul: Sessão da Câmara quase termina em briga nesta segunda-feira

Acompanhe nossa cobertura sobre a guerra ao coronavírus

Para matar sua fome, pede uma Baita Pizza em São Gabriel! Clique aqui e saiba mais!

Supermercado Bromberger - O gigante dos preços baixos em São Gabriel!

Participe da promoção "De Malas Prontas" da Dismabe Superauto e ganhe um vale-viagem!

Dia 22 de março - Dia Mundial da Água

Conheça o novo endereço da Pohlmann Móveis em Madeira e Decoração

Se inscreva no Vestibular de Verão da Urcamp - provas com agendamento diário

Hospede-se na Rede de Hotéis Suárez, um hotel sempre perto de você! CLIQUE AQUI PRA FAZER SUA RESERVA

Conheça a Use Odontologia, agora em São Gabriel

Matricule-se no Fisk e ganhe um presente!

Urbano 60 anos - Parte da família da gente!

Previna-se contra o novo coronavírus - Prefeitura de São Gabriel

Conheça a página da Cauzzo São Gabriel no Facebook

Se proteja do Coronavírus com as dicas do Sicredi

Studio H de Mana, em novo endereço

Sessão da Câmara quase termina em briga nesta segunda-feira

Presidente do IPRESG foi chamada para esclarecimentos na Câmara e após espaço, esposo não gostou de citação considerada indevida pelo vereador e caso quase terminou em briga
Questionamentos do vereador Rossano Farias (PSB) à presidente do Instituto de Previdência dos Servidores de São Gabriel (IPRESG), Fabiana Pohlmann Machado, quase terminaram em briga na Câmara de Vereadores nesta segunda. Isso porque o esposo de Fabiana cobrou o parlamentar por uma citação pessoal e indevida do nome de sua filha, e o caso foi parar na Delegacia de Polícia. O parlamentar de oposição queria esclarecimentos sobre um projeto de lei do Executivo que prevê um reajuste para a presidência e conselheiros do instituto.


Convocação foi porque vereador queria saber motivos do projeto de reajuste para os vencimentos da presidente e de conselheiros; Bia afirmou que medida é direito e autarquia é independente da Prefeitura
Rossano Farias contestou o projeto de lei que concede reajuste salarial para a presidente do IPRESG e conselheiros, o que segundo Farias, seria de 38% e que é considerado "imoral" perante os servidores municipais, acusando diretamente a Presidente da autarquia. Ela veio com a diretoria e se manifestar, dizendo que o IPRESG é uma autarquia e tem independência financeira, o que foi duramente contestado pelo parlamentar, que fez fortes críticas após o encerramento da manifestação de Bia, no grande expediente. Bia ainda disse que sob sua gestão, o IPRESG resolveu dívidas de gestões anteriores e trouxe conquistas aos servidores. O vereador ainda questionou sobre uma suposta nomeação de sua filha na Prefeitura Municipal.

A tensão foi grande durante a manifestação da servidora municipal. Quando se achava que a poeira tinha baixado, acontece algo inesperado. Por volta das 14h10, durante o pronunciamento do vereador Adão Santana (PTB), o esposo da presidente entrou no plenário e de dedo em riste, cobrou explicações do parlamentar, envolvendo indevidamente o nome da filha. A transmissão foi cortada - segundo informações, a discussão entre ambos foi acalorada e a polícia precisou ser acionada. Ambos foram à Delegacia de Polícia registrar queixa.

Confira o momento da manifestação da presidente do IPRESG, Fabiana Pohlmann Machado, na Câmara de Vereadores na tarde desta segunda-feira, 2 de março:




Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 02/03/2020 19h34
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com
Comentário(s)
0 Comentário(s)

Nenhum comentário: