25 março 2020

Gabrielense morre com suspeita de coronavírus no Paraná

Uma gabrielense de 54 anos que residia em Maringá morreu na tarde desta quarta-feira (25), com sintomas que podem ser de COVID-19, o novo coronavírus. A mulher que era casada com um professor e músico também de São Gabriel e que mora há anos por lá, apresentou sintomas similares ao do coronavírus após retornar de viagem e foi internada, mas não resistiu.



Eles tinham feito uma viagem ao Nordeste e no retorno, ela se sentiu mal, foi internada e seu marido ficou em isolamento, alertando nas redes sociais sobre os perigos da doença. A situação se agravou e ela veio a falecer hoje. O exame pra confirmar a causa do óbito deverá ficar pronto na próxima sexta-feira.


Caso seja confirmado o Covid-19 será a a primeira morte registrada no Paraná. À família enlutada, nossos sentimentos. 

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 25/03/2020 20h49
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui, mas deixamos claro uma coisa. Não vamos tolerar bandalheiras e bagunça no blog, por que somos favoráveis ao debate, mas com respeito e educação:
- Identifique-se na hora de postar o comentário;
- Ofensas e xingamentos contra outras pessoas ou à direção do blog, não serão tolerados, além de ser passíveis de ações judiciais, com identificação dos responsáveis;
- Ao escrever, pense que o blog é seu. E que você pode ser acionado judicialmente pelos comentários;
- Não "ponha palavras" na boca dos outros, por que não vai passar;
- Quer deixar endereços web, use o cadastro na hora de comentar;
- CAIXA ALTA, erros de português ou outros semelhantes, nem pensar! Aqui não é local de gente que não está preparada para dar opinião, muito menos bagunceiros ou arruaceiros.
- O comentário tem que ser relacionado a postagem, do contrário, não será considerado.
- Denúncias de qualquer natureza, tem que ser feitas diretamente às autoridades, com a Brigada Militar pelo 190 e a Polícia Civil pelo 3232-6166.