Caderno7 - O site de notícias da Metade Sul: As pré-candidaturas para o Palácio em São Gabriel até o momento

Para matar sua fome, pede uma Baita Pizza em São Gabriel! Clique aqui e saiba mais!

Participe da promoção "De Malas Prontas" da Dismabe Superauto e ganhe um vale-viagem!

Conheça o novo endereço da Pohlmann Móveis em Madeira e Decoração

11-03-2020 - Pink Panther Night

07-03-2020 1º Baile do Chopp em São Gabriel

22-02-2020 Prestigie o Carnaval da Despertar, na Seven! Baile com Tudo di Bom. Clique aqui para mais info

Se inscreva no Vestibular de Verão da Urcamp - provas com agendamento diário

Hospede-se na Rede de Hotéis Suárez, um hotel sempre perto de você! CLIQUE AQUI PRA FAZER SUA RESERVA

Conheça a Use Odontologia, agora em São Gabriel

Matricule-se no Fisk e ganhe um presente!

Garupa São Gabriel - Tá aqui do lado

Urbano 60 anos - Parte da família da gente!

Jogue Limpo Com a Sua Cidade - Prefeitura de São Gabriel

Conheça a página da Cauzzo São Gabriel no Facebook

Aqui na cooperativa dividimos os resultados - Vem para Sicredi Pampa Gaúcho

Studio H de Mana, em novo endereço

As pré-candidaturas para o Palácio em São Gabriel até o momento

Até o momento, pré-candidatos à Prefeitura de São Gabriel são cinco: Balbo, Ferrony, Bina, Rossano e Sandra (fotos arquivo C7)
Até agora, cinco pré-candidaturas estão cogitadas para a corrida eleitoral em São Gabriel. As eleições 2020, que serão em 4 de outubro, deverão ser as mais disputadas dos últimos anos na Terra dos Marechais. Além das candidaturas que consagraram o "Gre-Nal político" da cidade, novas caras postulam seu lugar.


Até o momento, são pré-candidatos Rossano Gonçalves (PL), Balbo Teixeira (atualmente no PATRI, mas deverá mudar para o Podemos), Sandra Weber (Solidariedade), Giancarlo Bina (sem partido, mas com caminho pavimentado para ir pro Progressistas) e provavelmente, dependendo do partido, Daniel Ferrony (PT). Vamos a cada um dos pré-candidatos até o momento, em ordem alfabética:

Balbo Teixeira (PATRI)
O ex-prefeito por três mandatos anunciou que será pré-candidato. Além da experiência, muitos defendem a candidatura de Balbo por ser considerado "tocador de obras", das chamadas obras de vulto na cidade em suas gestões, marca esta que fica até hoje. Promete retomar obras e projetos de gestões anteriores, mas vem tendo sucessivas derrotas para seu principal adversário, Rossano Gonçalves (PL), à exceção de 2012, quando impugnado, apoiou Roque Montagner (PT) e na última, foi vice de Inocêncio Gonçalves (Progressistas). Embora tenha experiência e possa abrir caminhos em Governos, o fato de não estar em função pública há anos é uma incógnita até mesmo para atrair recursos para o município - Balbo ensaia um apoio do Governo Jair Bolsonaro, mas nada concreto até o momento. Outra questão levantada pelos leitores é o fato de Balbo residir fora da cidade há muito tempo e retornar só em época de política.

Daniel Ferrony (PT)
Nome que surgiu no final do ano passado, mas muito timidamente até então, o nome do ex-secretário de Saúde da gestão de Roque Montagner vem crescendo, mas deverá passar por prévias do partido, que é o procedimento adotado em cada eleição. O próprio Daniel, em conversa com a reportagem, não escondeu o interesse de concorrer à majoritária, dependendo de decisão do próprio partido - mas provavelmente é o principal nome do PT, que almeja retornar ao Palácio Plácido de Castro. Ferrony tem como triunfo o sucesso da Saúde em sua gestão, onde a área foi bem conceituada. Porém, pode pesar contra a questão do governo da legenda não ter sido bem-sucedido em São Gabriel, mesmo quando teve em mãos o "alinhamento das estrelas", quando estava também nos Governos Federal e Estadual.

Giancarlo Bina (sem partido)
Médico, desportista e radialista, Giancarlo Bina almeja chegar ao Palácio Plácido de Castro e ser prefeito pela primeira vez. Ele chegou a ser um dos pré-candidatos a vice de Rossano Gonçalves, mas se recolheu quando foi preterido por Karen Lannes (Solidariedade). Concorreu à deputado estadual pela Rede e fez mais de 13 mil votos, sendo 10 mil em São Gabriel, onde aposta neste bom desempenho para conquistar o voto do eleitor. Defende o surgimento de novas lideranças a partir do seu nome, na chamada "renovação política" e buscar o desenvolvimento de São Gabriel além do rompimento com as tradicionais correntes políticas atuais. Está sendo cortejado pelo Progresisstas, onde deverá assinar ficha em março. Pode pesar contra a alegação de que novas lideranças já tiveram oportunidade e não deram certo, como aconteceu com o Governo Roque Montagner.

Rossano Gonçalves (PL)
Atual prefeito que foi o primeiro a anunciar estar concorrendo à reeleição e que está em seu quarto mandato, Rossano se credencia com experiência e realizações em seus governos. Neste atual mandato, conseguiu realizar obras e ações a partir do terceiro ano de gestão e ainda reduziu secretarias, além de implantar programas e outras ações. Tem como prós a experiência, relações políticas nos Governos Federal e Estadual e uma base sólida de apoio na Câmara de Vereadores e a concretização de mais obras em relação ao seu último mandato. Pesam contra questões que geraram contrariedade na comunidade, como o estacionamento rotativo e as cobranças sobre obras em alguns bairros. E também a cobrança de que ele só saiu às ruas nos últimos anos de Governo, principalmente de eleitores que se acostumaram com o jeito dele nas primeiras gestões, de sair à rua a qualquer tempo.

Sandra Weber (Solidariedade)
A médica que já foi vereadora e vice-prefeita do município também se credencia a concorrer ao Palácido Plácido de Castro pelo Solidariedade, ainda mais depois de ser valorizada ao disputar a eleição para o Senado recentemente. Sandra defende projetos para alavancar o desenvolvimento de São Gabriel e a maior participação das mulheres na política, junto com a vice-prefeita e companheira Karen Lannes, do mesmo partido e a parceria com entidades sociais, inclusive dos clubes de serviço que faz parte, como o Rotary. Tem uma grande aceitação na comunidade. Precisaria de uma base de apoio política para a eleição, e também é muito cobiçada para compor chapas majoritárias. Tem a desconfiança, a exemplo do pré-candidato Giancarlo Bina, de que "votos de eleição estadual não se refletem na eleição municipal".

Se houver mais pré-candidatos, entre em contato com a redação do site. 

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 08/02/2020 13h08 
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com
Comentário(s)
0 Comentário(s)

Nenhum comentário: