15 fevereiro 2020

A luta de uma família pela vida do Martin

Pais de Martin, 2 anos, estão fazendo campanha na internet para arrecadar 400 mil para cirurgia rara que só existe na Itália; saiba como ajudar (foto arquivo pessoal)
Uma família de gabrielenses luta para conseguir recursos para o tratamento de uma enfermidade rara do pequeno Martin Cassiano, 2 anos. Batizada de "Reabilita Martin", a campanha visa obter R$ 400 mil para o tratamento do pequeno, portador da síndrome do intestino curto, que é caracterizada pela má formação e obstrução do jejuno. Sua mãe, Luciana Cassiano, fala à reportagem do site sobre o problema e o tratamento que ele busca, que é na Itália.



Luciana informa que ele passou por duas cirurgias logo após o nascimento com ressecção de 5cm de intestino e desde então está em uso de nutrição parenteral. Hoje ainda apresenta uma dilatação importante de 3 a 7cm de diâmetro que interfere na absorção dos nutrientes. Ele também é portador de agenesia renal, tem rim único.

"Ele é acompanhado no (Hospital de) Clínicas, em Porto Alegre, no programa PRICA. No momento ele se alimenta muito bem via oral, progrediu para alimentos com grãos, mesmo não absorvendo tudo. até então estávamos esperando a reabilitação porém os exames pioraram devido ao uso prolongado da nutrição parenteral, sobrecarregando o fígado e o seu rim. Foi sugerido tratamento cirúrgico, porém aqui não há experiências no caso dele, sendo arriscado e nós nos sentimos inseguros", lamenta.

A decisão de tentar um tratamento na Itália veio depois de assistir uma reportagem com um caso semelhante ao de Martin. "Ficamos esperançosos com o método usado e o sucesso na cirurgia e gostaríamos também ter essa oportunidade de dar uma qualidade melhor de vida para o nosso Martin que amamos tanto e acreditamos muito na recuperação dele porque ele já passou muitos desafio e conseguiu superar, por isso viemos a público para pedir esta ajuda na campanha", afirma a mãe. O custo do procedimento cirúrgico é 400 mil reais.

Os pais estão morando em Porto Alegre há dois anos, porque aqui não conseguiram a medicação. Há várias formas de colaborar, tanto por depósito em conta quanto uma Vaquinha virtual. Vamos ajudar? Veja agora:

CAMPANHA REABILITA MARTIN
Caixa Econômica Federal
CC 36648-8, Operação 013
Agência 0437
Luciana Teixeira Cassiano
CPF: 03717829025

Martin Cassiano
Caixa Econômica Federal
CC 36722-0, Operação 013
Agência 0437
CPF 05651444050

Instagram e Facebook: Reabilita Martin


Vakinha: https://www.vakinha.com.br/vaquinha/reabilita-martin

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 15/02/2020 12h03
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com

Nenhum comentário: