25 janeiro 2020

Política gaúcha perde Ibsen Pinheiro, que tinha ligações com São Gabriel

Ex-deputado federal e estadual Ibsen Pinheiro morreu nesta sexta-feira aos 84 anos, em Porto Alegre; ele tinha familiares em São Gabriel (foto Vinícius Reis/Agência ALRS)
O ex-deputado federal Ibsen Pinheiro, do MDB, morreu aos 84 anos na noite desta sexta-feira (24). Ele estava em tratamento de saúde no Hospital Dom Vicente Scherer, na Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre quando teve uma parada cardiorrespiratória e veio a falecer pelas 21 horas. O corpo de Ibsen está sendo velado neste sábado na Assembleia Legislativa, em Porto Alegre.



Ele estava fazendo uma quimioterapia em virtude de um mieloma múltiplo e segundo familiares, estava bem e otimista. Nascido em São Borja em 5 de julho de 1935, Ibsen foi presidente da Câmara dos Deputados entre 1991 e 1993. Em 1992, comandou a sessão que levou ao impeachment de Fernando Collor. Foi também presidente do PMDB do Estado, deputado estadual e vereador.

É conhecido ainda pela sua atuação como jornalista, procurador de justiça, promotor, advogado e ex-dirigente do Sport Club Internacional. Entrou na política em 1976, assumindo o cargo de vereador de Porto Alegre, se destacando e depois, sendo eleito deputado estadual em 1978, federal em 1983 e reeleito em 1986. Ele estava no auge da carreira política quando diante do escândalo dos "anões do Orçamento" e de forma controversa, teve o mandato de deputado federal cassado em 1994. A ação criminal foi arquivada em 1995, por falta de provas, mas o estrago já estava feito, porque ele tinha perdido os direitos políticos por oito anos.

Ele retornou à política em 2006, como deputado federal e foi o relator do projeto que redistribuiu os royalties do pré-sal, antes concentrados em sua maioria com o Rio de Janeiro. Ele voltou ao RS, sendo deputado eleitoral de 2014 a 2018.


A morte de Ibsen Pinheiro consternou também os gabrielenses e ele tinha ligações com São Gabriel. Em informação confirmada pela leitora Sonise Nucci Machado, Ibsen era primo-irmão de Dilmar Valls Machado, que foi vice-provedor da Santa Casa e em suas gestões, ajudou muito o município como deputado. "É uma perda que nos entristece, era nosso amigo e ajudou muito São Gabriel em seus mandatos", relatou o Secretário de Administração e colega de partido, Tita Jobim. 

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 25/01/2020 10h55 
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com

Nenhum comentário: