29 janeiro 2020

Comunidade quer saber: quando o relógio da Prefeitura volta a funcionar?

Relógio da Prefeitura está parado há meses, segundo leitor do site; Prefeitura informa que providenciará reparo
O tradicional relógio que existe na abóbada superior do Palácio Plácido de Castro está parado há muito tempo. O leitor William Vasconcelos fez esta observação e questionou sobre o porque estaria parado e segundo ele, há bastante tempo. Não só no sinal da hora (indicado por sinos) mas também na contagem do tempo e segundo o leitor, há um ano ele estaria parado.




"A gente sabia a hora que era quando tocava, notei isso e se não me engano, há quase um ano está em silêncio, o que é uma pena", afirmou. Em contato com o Secretário de Administração, Valdemir Jobim (Tita), o mesmo informou que entrará em contato com a empresa que faz a manutenção do relógio para tomar providências. 

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 29/01/2020 10h00 
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui, mas deixamos claro uma coisa. Não vamos tolerar bandalheiras e bagunça no blog, por que somos favoráveis ao debate, mas com respeito e educação:
- Identifique-se na hora de postar o comentário;
- Ofensas e xingamentos contra outras pessoas ou à direção do blog, não serão tolerados, além de ser passíveis de ações judiciais, com identificação dos responsáveis;
- Ao escrever, pense que o blog é seu. E que você pode ser acionado judicialmente pelos comentários;
- Não "ponha palavras" na boca dos outros, por que não vai passar;
- Quer deixar endereços web, use o cadastro na hora de comentar;
- CAIXA ALTA, erros de português ou outros semelhantes, nem pensar! Aqui não é local de gente que não está preparada para dar opinião, muito menos bagunceiros ou arruaceiros.
- O comentário tem que ser relacionado a postagem, do contrário, não será considerado.
- Denúncias de qualquer natureza, tem que ser feitas diretamente às autoridades, com a Brigada Militar pelo 190 e a Polícia Civil pelo 3232-6166.