08 janeiro 2020

César Oliveira é homenageado como Adido Cultural gaúcho

César Oliveira foi homenageado pelo Governo do Estado com a nomeação de Adido Cultural do Rio Grande do Sul na manhã de terça-feira no Palácio Piratini; autoridades como o Superintendente do INCRA, Tarso Teixeira, foram prestigiá-lo (foto divulgação)
O cantor e compositor César Oliveira, que viveu boa parte de sua vida em São Gabriel, foi homenageado pelo Governo do Estado como Adido Cultural do Rio Grande do Sul na manhã de terça-feira (7). O título é concedido pelo Governo gaúcho para cidadãos que, pela dedicação à cultura rio-grandense, contribuem para a consolidação e preservação da identidade cultural do Estado. A solenidade aconteceu no Palácio Piratini.



César Oliveira, que faz dupla com o gabrielense Rogério Melo há vinte anos, passa a ser representante oficial da cultura gaúcha, podendo representar o Rio Grande do Sul em qualquer parte do mundo. “Agradeço ao governo do Estado pela sensibilidade de amparar nosso povo quando a questão é cultura. Nossas crises têm solução nas nossas raízes, na força do nosso povo”, exaltou.

Nascido em 8 de dezembro de 1969 em Itaqui, César Oliveira iniciou a relação mais intensa com a cultura sul rio-grandense em São Gabriel, nos anos de 1980, ao participar das invernadas artísticas dos Centros de Tradições Gaúchas (CTGs) Tarumã e Caiboaté, quando conviveu com o instrutor Reinaldo Dias e com o acordeonista Lídio Vieira dos Santos. Nos idos de 1990, por cinco anos, participou do musical do grupo folclórico Os Chimangos, fazendo diversas turnês pela Europa. Neste período, também fundou a Academia de Arte, Música e Dança Musicancha, em São Gabriel, onde atuou por seis anos.

Em carreira solo, gravou sete CDs e, em dupla com Rogério Melo, foram mais de 16 trabalhos e três DVDs, todos com sua direção artística e produção. Entre prêmios e indicações, destacam-se o Grammy Latino (2013), como Melhor Álbum de Música Regional ou de Raízes Brasileiras com “Era Assim Naquele tempo…!”, cinco indicações ao Prêmio da Música Brasileira, sendo premiado com Rogério Melo, em 2008, como Melhor Dupla Regional do Brasil. Também foi indicado ao Prêmio Açorianos, em 2004, como Compositor de Música Regional, em 2008, com o DVD do Ano com “O Campo – Ao Vivo” e, em 2011, com Disco de Música Regional com o CD “Rio-Grandenses”.


O Superintendente Regional do INCRA no Rio Grande do Sul, Tarso Teixeira, juntamente com o chefe de gabinete, Cláudio Moreira, além do parceiro musical Rogério Melo, prestigiaram a homenagem ao músico que agora é o representante da cultura gaúcha por onde estiver e andar. 

Reportagem: Marcelo Ribeiro, com informações do Governo do Estado 
Data: 08/01/2020 15h20
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Com jeito, tudo pode ser dito das mais variadas formas. Solicitamos: leia a matéria antes de comentar. Colabore conosco para a difusão de ideias e pontos de vista em nível civilizado.