Caderno7 - O site de notícias da Metade Sul: TRE gaúcho cassa mandato de Luis Augusto Lara

Dias 31/01, 1º e 2/02 - 2ª Festa da Cordeira e 1º Cordeiraço da Canção Nativa em Santa Margarida do Sul - prestigie!

22-02-2020 Prestigie o Carnaval da Despertar, na Seven! Baile com Tudo di Bom. Clique aqui para mais info

Se inscreva no Vestibular de Verão da Urcamp - provas com agendamento diário

Dotto Advocacia - Cível, criminal, trabalhista, trânsito - clique aqui para entrar no site

Hospede-se na Rede de Hotéis Suárez, um hotel sempre perto de você! CLIQUE AQUI PRA FAZER SUA RESERVA

Conheça a Use Odontologia, agora em São Gabriel

Matricule-se no Fisk e ganhe um presente!

Garupa São Gabriel - Tá aqui do lado

Pague o IPTU 2020 em São Gabriel e tenha descontos até 10 de fevereiro!

Conheça a página da Cauzzo São Gabriel no Facebook

Inscreva-se no Valor S do Sicredi Pampa Gaúcho

Dra. Namiriane Müller Leal - Cirurgiã-dentista

Dra. Marcele Camponogara - Odontologia e Estética

Studio H de Mana, venha conhecer

TRE gaúcho cassa mandato de Luis Augusto Lara

Deputado estadual e presidente da AL-RS, Luis Augusto Lara teve seu mandato cassado pelo TRE-RS no final da tarde desta segunda-feira, em ação eleitoral por acusações de abuso de poder econômico e de autoridade na última eleição (foto arquivo C7)
O Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul cassou o mandato do deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa do Estado, Luis Augusto Lara (PTB), em julgamento encerrado no final da tarde desta segunda-feira, 21 de outubro. A decisão foi por 4 a 3 pela perda do mandato do parlamentar em ação eleitoral por abuso de poder econômico e autoridade na campanha do ano passado.

Por unanimidade, os desembargadores entenderam que Lara foi favorecido por uso da máquina pública do município de Bagé durante a eleição de 2018. A cassação do mandato, contudo, foi decidida com a formação de maioria de quatro votos a três num colegiado de sete desembargadores. Trata-se de uma decisão inédita: é a primeira vez que a Corte cassa o mandato de um presidente da Assembleia no exercício do cargo.

O irmão de Luis Augusto, o Prefeito afastado de Bagé Divaldo Lara, também do PTB, foi igualmente denunciado na ação. A denúncia versou de que na ação, movida pelo Ministério Público Eleitoral (MPE), havia a suspeita de coação de servidores públicos e uso da máquina do município de Bagé em favor da campanha do deputado.

Na decisão, Lara foi condenado a perder o mandato, ficar inelegível por oito anos e pagar uma multa de 30 mil reais. Seu irmão Divaldo foi condenado a perda dos direitos políticos por oito anos e a pagar uma multa de 60 mil, por condutas vedadas à lei eleitoral. Cabe recurso no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), mas a decisão foi tomada em segunda instância, o que pode dificultar alguma reversão.

Luis Augusto Lara foi o deputado do PTB mais votado na última eleição, com 56.396 votos. Seu melhor desempenho foi justo em Bagé, onde fez 20.836 votos (36% dos votos totais). 

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 21/10/2019 19h14
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com
Comentário(s)
0 Comentário(s)

Nenhum comentário: