Caderno7 - O site de notícias da Metade Sul: Presidente do IPRESG também se disse surpresa com ação da Justiça sobre atrasos

28-12 2º Reveillon Gaudério - CTG Querência Xucra

Prestigie o Show de Encerramento do Ano do Colégio Perpétuo Socorro - 13 de dezembro, às 20h30

Natal Tottal - em até 10x sem juros

13/12 - Pré-reveillon Protege, na Seven

Dotto Advocacia - Cível, criminal, trabalhista, trânsito - clique aqui para entrar no site

Conheça o Espaço Terapêutico Infinity, em São Gabriel

Hospede-se na Rede de Hotéis Suárez, um hotel sempre perto de você! CLIQUE AQUI PRA FAZER SUA RESERVA

Matrículas abertas no Colégio Perpétuo Socorro para 2020!

Conheça a Use Odontologia, agora em São Gabriel

Faça inglês e espanhol no Fisk - matrículas abertas

Garupa São Gabriel - Tá aqui do lado

Não perca a oportunidade com o REFIS da Prefeitura de São Gabriel

Conheça a página da Cauzzo São Gabriel no Facebook

Faça seu dinheiro crescer investindo no Sicredi

Dra. Namiriane Müller Leal - Cirurgiã-dentista

Dra. Marcele Camponogara - Odontologia e Estética

Studio H de Mana, venha conhecer

CacauShow em novo endereço em São Gabriel. Venha conferir!

Presidente do IPRESG também se disse surpresa com ação da Justiça sobre atrasos

Bia Pohlmann, presidente do IPRESG, afirmou que em momento algum o Instituto quis romper as negociações com o Executivo e se declarou surpresa também com a ação do MP de São Gabriel
A liminar impetrada pelo Ministério Público para que a Prefeitura pague 4 milhões de reais por supostas dívidas com o Instituto de Previdência dos Servidores Municipais de São Gabriel, motivou manifestação do Instituto na manhã de hoje durante sessão da Câmara de Vereadores. A presidente do IPRESG, Fabiana Pohlmann Machado, juntamente com membros da diretoria, estiveram na Câmara falando sobre a situação.



Fabiana salientou que não partiu do IPRESG alguma denúncia que motivou a ação do Ministério Público e que não existe rompimento algum com a Prefeitura. "Ficamos sabendo de tudo através da imprensa, mas discordamos do que foi alegado pelo Ministério Público. Não há parcelamento algum em atraso, nem a contribuição dos servidores que é repassada pela Prefeitura. O que existe é a contribuição previdenciária e patronal que estava em atraso, mas está sendo pago com juros e multa, mas estas que tinham sido alegadas pela Promotora estão em dia", afirmou a Presidente.

Presidente do Instituto se manifestou durante a sessão da Câmara nesta quinta-feira, 1º de agosto
Ela afirmou ainda que se a Prefeitura atrasa algum pagamento, isto é feito com a correção de juros e multas, além de destacar que a situação do Instituto é boa e que há meses estão sendo feitas negociações que vem sendo conversadas e cumpridas para sanar os problemas do Instituto. "Teremos a inauguração da nossa sede própria em outubro, algo que foi realizado depois de anos. A Prefeitura e o IPRESG são um só, se um vai mal, o outro também e não temos problemas como afirmaram por aí. Também queremos esclarecer esta questão", concluiu.


Bia afirmou que o Ipresg tem hoje mais de R$ 64 milhões em patrimônios e hoje possui uma lei própria com autonomia para formar seu próprio quadro de pessoal, as diárias dos diretores, que segundo ela, vem sendo reduzidas em 80%, além de custos em material e cursos.

A questão surgiu nesta quarta-feira, 31 de julho, quando a Justiça de São Gabriel deferiu liminar para o Ministério Público local, que exigiu pagamento de 4 milhões de reais da Prefeitura ao IPRESG, sob a alegação de que não estão sendo feitos repasses para o pagamento de contribuições e da dívida do Instituto, o que foi rechaçado pela Prefeitura Municipal no mesmo dia, onde afirma estar em dia com a autarquia previdenciária dos servidores municipais.

Reportagem: Marcelo Ribeiro 
Data: 01/08/2019 17h38 
Contato da Redação: (55) 996045197 / 991914564 
E-mail: blogcadernosete@gmail.com 
jornalismo@caderno7.com
Comentário(s)
0 Comentário(s)

Nenhum comentário: